segunda-feira, 7 de maio de 2018

Homens rendem segurança do Metrô do Distrito Federal e fogem levando arma, colete e celular


Até as 17h, suspeitos ainda eram procurados pela polícia. Crime ocorreu na tarde desta sexta (4); ninguém se feriu.

Dois homens armados invadiram a estação de Metrô 102 Sul, em Brasília, na tarde desta sexta-feira (4), e assaltaram o vigilante que fazia a segurança do local. Eles fugiram levando a arma, o colete à prova de balas e o telefone celular do funcionário. Ninguém foi preso.

De acordo com as investigações, os suspeitos estavam a pé e, após render o vigilante, correram em direção à região central de Brasília.

Em depoimento à Polícia Civil, o agente disse que trabalha há seis anos no posto e, até então, "jamais havia sido roubado desta maneira". Ele não se feriu.

Ao G1, o Metrô explicou que o crime ocorreu no posto de vigilância da passarela de acesso às quadras – ou seja, "fora da área interna da estação". A companhia também disse não ter imagens e nem detalhes da ocorrência.

Contrato terceirizado

Desde 2016, a segurança da estação é de responsabilidade da empresa Ágil. Até o ano passado, a prestação de serviço custava cerca de R$ 19 milhões por ano.

A reportagem entrou em contato com a direção da terceirizada para esclarecer o ocorrido e confirmar quantos agentes de vigilância estavam no posto no momento do roubo. Até às 17h, a informação ainda não tinha sido confirmada.

Segundo o Metrô, ao todo, 103 vigilantes trabalham em todo o sistema metroviário do DF. Alegando "questões de segurança", o órgão não informou quantos funcionários atuam em cada estação.

As investigações sobre o roubo da arma e do colete do funcionário estão a cargo da 1ª Delegacia de Polícia.

G1 – 04/05/2018

Nenhum comentário: