quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Metrô de SP vai instalar portas de proteção nas linhas Azul e Vermelha

O Metrô de São Paulo informou nesta terça-feira (9) que está sendo negociada desde setembro passado a implantação de portas de proteção nas plataformas das estações de maior demanda das linhas 1-Azul e 3-Vermelha.
Na tarde desta terça-feira (9), uma mulher de 23 anos foi empurrada em direção aos trilhos por um homem de 55 anos na parada Conceição, da Linha 1-Azul. Ela foi retirada do local com vida e lesões no corpo e levada ao pronto-socorro do Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro de Saboya.
O homem foi detido por seguranças da companhia e levado para depor na Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), onde disse ter agido por ordens do diabo. Ele não tinha passagem pela polícia e foi levado para uma audiência de custódia no Fórum Criminal da Barra Funda.
Em nota, o Metrô informou que o processo para abertura de uma linha de financiamento começou em setembro do ano passado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A expectativa é concluir as tratativas até o final de janeiro.
Hoje, as estações que têm portas de proteção são Sacomã, Tamanduateí e Vila Prudente, na Linha 2-Verde, Vila Matilde, na Linha 3-Vermelha, Adolfo Pinheiro, na Linha 5-Lilás, e Oratório e Vila Prudente da Linha 15-Prata.
A Linha 4-Amarela, administrada pela ViaQuatro, também possui portas de segurança em todas as estações.

Veja – 10/01/2018

Comentário do SINFERP

A CPTM informou que vai colocar umas pranchas de madeira (usadas em andaimes) entre plataforma e piso dos trens, quando a composição parar nas estações, para o povão despencar menos nos vãos. "Para pobre está muito bom", pensam os dirigentes da empresa.

2 comentários:

Anônimo disse...

Tá bom . Ano eleitoral .....vai vir promessa.......

Pronto , rsrsrsrs , somente em 2050 ! rsrsrs

SINFERP disse...

De ilusão também se vive, dizem os tucanos. Rsrsrs