sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Com atraso, Alckmin planeja abrir 19 novas estações de Metrô e trem até março de 2018


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que pretende entregar 19 novas estações de Metrô, monotrilho e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) até março do próximo ano. As estruturas serão entregues com atraso em relação aos prazos iniciais, assim como ocorreu com as três estações da Linha 5-Lilás inauguradas na quarta-feira (6), na Zona Sul de São Paulo.
A linha chegou a ser prometida para 2014, mas apenas parte dela funciona três anos depois. Alckmin afirma que vai entregar outras seis estações da Lilás e que ainda ficarão prontas as estações da Linha 13-Jade, da CPTM, já em construção, mas que chegaram a ser prometidas inicialmente para 2014 pelo ex-secretário de Transportes Metropolitanos Jurandir Fernandes.
Também estão no pacote duas estações da Linha 4-Amarela do Metrô, que tiveram obras retomadas em 2016 após um ano paradas. A previsão era concluir em 2017, mas a Estação Oscar Freire deverá ser entregue apenas em 2018.
A Linha 15-Prata, que é o monotrilho da Avenida Luís Inácio de Anhaia Melo, na Zona Leste de São Paulo, terá oito novas estações até março de 2018. A linha foi prometida inicialmente pelo governo de São Paulo para 2012.
Veja a lista de estações por linha e as novas previsões para inauguração
Linha 5- Lilás
Campo Belo (até março de 2018)
Eucaliptos (2017)
Moema (2017)
AACD-Servidor (2017)
Hospital São Paulo (2017)
Santa Cruz, integração com Linha 1 (2017)
Chácara Klabin, integração com Linha 2 (2017)
Linha 13-Jade
Estação Cecap (até março de 2018)
Estação Aeroporto (até março de 2018)
Linha 4-Amarela
Higienópolis-Mackenzie (2017)
Oscar Freire (até março de 2018)
Linha 15-Prata
São Lucas
Camilo Haddad
Vila Tolstói
Vila União
Jardim Planalto
Sapopemba
Fazenda da Juta
São Mateus
Questionado sobre atrasos na entrega das estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin na quarta-feira, Alckmin citou a crise e destacou a manutenção das frentes de serviço. “Isso tudo numa época que praticamente não há investimento. O Metrô tem investido em média R$ 5 bilhões. Fomos a 11ª empresa que mais investiu no Brasil. Só recursos do estado de São Paulo”, disse.
G1 – 07/09/2017
Comentário do SINFERP
Bem, primeira coisa a fazer é aguardar até março para ver se acontece. Afinal, ele “pretende” entregar. A segunda é constatar que nada como um ano eleitoral após o outro, não é?

2 comentários:

Anônimo disse...

Se o "privado" fosse a solução ! Pura mentira e consegue ser pior , muito pior ......

https://corredoresdostransportes.blogspot.com.br/2017/09/supervia-rj-problemas-afeta-circulacao.html?m=1

Lógico .....advinha quem é : Ela , Supervia !

SINFERP disse...

Sempre a SuperVia, não é? Abraço.