terça-feira, 27 de junho de 2017

Fumaça obriga passageiros do Metrô de São Paulo a descerem do trem


Passageiros foram obrigados na tarde desta segunda-feira (26) a desembarcar de um trem na linha 3-vermelha do metrô que seguia em direção à zona oeste da capital. O incidente aconteceu às 16h45, na estação Tatuapé (zona leste), e interrompeu a circulação dos trens por seis minutos.

A estudante Yara Jade Gonçalves Vieira, 19 anos, viajava e foi surpreendida quando a fumaça tomou conta rapidamente de todo o vagão onde estava. Chegando ao Tatuapé, comecei a sentir um cheiro de ferro queimado. De repente, ele parou de vez, porque estava saindo muita fumaça. Eles [funcionários do Metrô] pediram então para todo mundo descer, afirmou7.

Segundo a estudante, o vagão estava cheio de passageiros na hora em que aconteceu o incidente. Foi algo bem forte, uma neblina branca cobrindo tudo. Até a parte de cima da estação, depois que descemos, ficou cheia de fumaça, disse.

O Metrô afirmou que o trem apresentou travamento de freio na estação Tatuapé, o que provocou a fumaça. A composição foi esvaziada e recolhida. Não houve maiores transtornos a operação nem aos usuários, afirmou, em nota, a companhia.

Funcionários do Metrô disseram à reportagem que esse tipo de ocorrência é comum, acontecendo quando a pastilha de freio passa apertada, com um cheiro bem característico de queimado.
Incidentes

No início do mês, um trem descarrilou na estação Jabaquara (zona sul), da linha 1-azul. Três estações ficaram fechadas entre as 9h40 e as 19h, quando a composição foi removida pelo Metrô. A companhia disse que o descarrilamento aconteceu por falha humana.

Os descarrilamentos aconteceram com frequência neste ano. Houve esse tipo de transtorno também em fevereiro, nos dias 7 e 23, na linha 3-vermelha, e 21, na linha 5-lilás.

Valor Econômico- 27/06/2017 -

Nenhum comentário: