sexta-feira, 9 de junho de 2017

Cachorro ‘surfista de trem’ para circulação de metrô em São Paulo


Um cão subiu no teto de uma composição na estação Guilhermina-Esperança, da Linha 3-Vermelha, na zona leste, e foi retirado por um funcionário do Metrô.
Um problema insólito mobilizou funcionários do Metrô de São Paulo e interrompeu, por menos de cinco minutos, a circulação de trens da Linha 3-Vermelha: um cão ‘surfista ferroviário’, que subiu no teto de uma composição na estação Guilhermina-Esperança, na zona leste da capital paulista.
Um funcionário teve de providenciar escadas e subir no trem para retirar o animal (veja vídeo abaixo postado por usuário do metrô).
A expressão “surfista de trem” ou “surfista ferroviário” ficou famosa no Brasil dos anos 1980, com passageiros que se arriscavam em cima de trens, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. A prática é cada vez mais rara no sistema de transporte urbano sobre trilhos.
Veja – 09/06/2017

3 comentários:

Maristela Bleggi Tomasini disse...

Que fofo!

Pregopontocom Tudo disse...

Isso é o que se pode chamar de "arte do cão"....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

SINFERP disse...

Fofo, mesmo. A saber como foi parar lá. Rsrsrsrsrsrs