quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Trens parados da Linha 5 do Metrô de SP viram alvo de grafiteiros


Ilustração
São Paulo, 31 - Pela segunda vez, trens comprados pelo Metrô para uso na Linha 5-Lilás, que ligará o extremo sul da cidade à Chácara Klabin, foram pintados por grafiteiros que invadiram o pátio de manobras da companhia e deixaram marcas nas composições.
O mesmo já havia ocorrido em abril do ano passado, com duas composições da linha. Pelas imagens, divulgadas pelo WhatsApp, é possível ver dois trens: uma da frota "P" e outra da frota "L". Os trens da frota P foram comprados para a operação após a ampliação da Linha 5-Lilás, que atualmente vai da Estação Capão Redondo até a Estação Adolfo Pinheiro. O ramal está em obras, e deve ir até a Estação Chácara Klabin, da Linha 2-Verde, com previsão de conclusão total no ano que vem. Ao todo, foram compradas 24 composições, por R$ 65 milhões (em valores de 2012).

Por meio de nota, o Metrô informou que "já iniciou o processo de limpeza do trem P20, que teve um carro pichado, e registrou Boletim de Ocorrência para apuração dos fatos", enquanto o processo de limpeza do trem da frota L já terminou.


Ainda de acordo com a empresa, "os trens da nova frota P estão em testes para entrada em operação no primeiro semestre de 2017, visando a extensão da Linha 5 - Lilás até a Chácara Klabin no final deste ano". "Três novas estações - Brooklin, Borba e Gato e Alto da Boa Vista- estão em fase de acabamento das obras."


Estado de Minas – 31/01/2017

Nenhum comentário: