quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Metrô de SP vai reembolsar usuários por valor pago por aumento da tarifa


O Metrô de São Paulo anunciou nesta terça-feira (14) que começou a reembolsar os usuários que têm os cartões Bilhete Fidelidade e de Lazer pelo valor pago durante o período em que vigorou o reajuste das tarifas, entre os dias 8 e 10 de janeiro. Em 6 de janeiro, a Justiça paulista havia suspendido o aumento das tarifas, no entanto, o governo estadual alegou não ter sido notificado na data.

Segundo o Metrô, o reembolso será disponibilizado no próprio cartão do usuário, com créditos equivalentes ao valor de bilhetes, sendo R$ 3,80 o valor mínimo de reembolso. As devoluções em créditos vão variar conforme o bilhete usado.

No Bilhete Fidelidade com 8 viagens, o usuário pagou, no período de reajuste, R$ 0,60 a mais pelo pacote. Ele, no entanto, terá creditado o valor equivalente a uma nova viagem (R$ 3,80). No Bilhete Fidelidade com 20 viagens, foi pago R$ 2,00 a mais pelo pacote. O usuário terá creditado também o valor equivalente a uma nova viagem (R$ 3,80).

Já no Bilhete Fidelidade com 50 viagens, o usuário pagou R$ 8,50 a mais. Então terá creditado o valor equivalente a três novas viagens (R$ 11,40).

No Bilhete Lazer 10, o passageiro pagou R$ 2,30 a mais. Esse terá creditado o valor equivalente a uma nova viagem (R$ 3,80).

O Metrô orienta que, para ser reembolsado, o usuário deve utilizar os equipamentos de consulta de saldo e recarga ou as máquinas de venda de crédito do Bilhete Único, disponíveis nas estações. "É importante que, ao inserir o cartão em um desses equipamentos, a pessoa aguarde por alguns segundos até que uma mensagem na tela da máquina confirme o crédito de reembolso", diz a companhia em nota.

UOL – 14/02/2017

Nenhum comentário: