sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Contra aumento de tarifa, Movimento Passe Livre faz ato até a casa de Doria


Nesta quinta-feira, dia 12, um ato liderado pelo MPL (Movimento Passe Livre) protestou contra a tentativa de aumento das tarifas de bilhetes temporais e de integração no transporte público de São Paulo.

Os manifestantes saíram por volta das 18h30 da avenida Paulista e tinham como destino a casa do prefeito João Doria (PSDB), localizada no Jardim Europa.

Contudo, quando os participantes caminhavam rumo à zona oeste da cidade, a Polícia Militar bloqueou a avenida Europa, impedindo que o ato chegasse à casa do prefeito.

O ato foi oficialmente encerrado pelo MPL por volta das 20h30. No Facebook, a organização já anunciou o próximo ato: quinta-feira, dia 19, com concentração às 17h na Praça da Luz.

"Esse aumento é ainda mais cruel porque penaliza as pessoas mais pobres, quem mora nos lugares mais afastados da cidade justamente por não ter condições de morar em regiões centrais, cobra mais caro de quem mais sofre nos apertos dos trens e metrôs e com as longas distâncias. Enquanto o desemprego sobe e as pessoas tem cada vez menos dinheiro para as coisas básicas, um aumento é ainda mais violento pro nosso bolso", defende o movimento.

Inicialmente, a ideia do MPL era fazer em frente à casa de Doria uma "solenidade" para entrega do "Troféu Catraca". "O novo prefeito de São Paulo receberá o prêmio na categoria 'Aumento Inovador', por seus esforços em aumentar as tarifas de transporte de formas criativas e diferentonas", afirma o site do grupo.

Nesta semana, a Justiça impôs derrota a Geraldo Alckmin (PSDB) e barrou o reajuste da integração entre trilhos e ônibus, além de outras modalidades tarifárias. Agora, ele e Doria pretendem recorrer da decisão do Tribunal.

Catraca Livre – 13/01/2017

Comentário do SINFERP

Engomadinho, aliás, que hoje divulgou o desejo de suspender a distribuição de leite e serviço de transporte para crianças usuárias de creches em São Paulo para reavaliar contratos. Mal tomou posse e já está deixando claro para quem governa.

Nenhum comentário: