sábado, 1 de outubro de 2016

VLT: Passageiros reclamam de fila gerada por problemas em recarga do RioCard


Máquinas saíram do ar, e apenas a estação São Bento estava recarregando bilhetes.
No final da tarde desta quinta-feira (29), os usuários do VLT Carioca passaram por um teste de paciência para usufruírem do transporte público que corta as ruas do Centro do Rio. Com falhas no sistema de recarga do Bilhete Único, a fila na estação São Bento se acumulou e tirou do sério quem precisava colocar créditos em seu cartão. Segundo fiscais que trabalham nas estações, a única máquina que estava funcionando era a da estação São Bento, por isso o local encheu.
A usuária do transporte público, Sandra Castro, reclamou além da fila, da falta de respeito de um dos fiscais ao qual ela perguntou sobre o problema. De acordo com Sandra, o fiscal disse a ela que existiam outras formas de transporte público na cidade e que ela não era obrigada a fazer o uso do VLT.
“Enfrentar a fila, pra mim é o de menos, o que mais irrita é ter que aguentar grosseria e falta de respeito de quem deveria estar aqui para nos ajudar. Fui perguntar ao fiscal do VLT o que tinha acontecido e reclamar da fila ele me falou que eu não era obrigada a usar o VLT, que existem ônibus e metrô, além de taxi para eu ir embora. Sempre faço uso do VLT, pego ele aqui e vou até o metrô onde faço a integração com o metrô. Hoje eu tenho a opção de ficar nessa fila sem saber por quanto tempo ou então andar até a estação de metrô mais próxima. Isso é desrespeito com o morador”, desabafou.
Wesley Coimbra, outro trabalhador que aguardava sua vez na fila, também reclamou da falta de organização do serviço público e lembrou que o meio de transporte foi inaugurado recentemente para passar por problemas logo no início de seu funcionamento.
“É uma falta de respeito. Não faz nem seis meses que isso aqui foi inaugurado e as coisas já estão dando problema. Durante as olimpíadas tudo funcionou que foi uma maravilha, foi só os gringos irem embora que o Rio voltou a ser o Rio. Me diz se não é um absurdo? Você sai cedo de casa para ir trabalhar, passa o dia inteiro no trabalho e quando vai para casa ainda tem que passar por isso”, reclamou Wesley.
Um fiscal que estava na estação Parada dos Museus e pediu para não ser identificado comentou não saber ao certo qual foi o problema que gerou a paralisação do sistema de recarga do Bilhete Único, mas disse ter sido chamado ao ponto São Bento para ajudar o fiscal do local a dar conta dos usuários que se acumulavam na fila.
“Eu estava trabalhando no ponto Parada dos Museus, mas um colega que fica no ponto São Bento me pediu ajuda pois acumulou tudo lá, já que os postos de recarga dos outros pontos não estão funcionando. Não sei te dizer se nenhum outro ponto ao longo de todo o percurso está fazendo a recarga. Eu estou mandando todos que chegam aqui para a estação São Bento pois é a que eu sei que ainda está ok”, comentou.
O VLT Carioca foi inaugurado no dia 5 de julho, ainda funcionando apenas a primeira linha da composição, que faz a ligação entre o Aeroporto Santos Dummont e a Rodoviária Novo Rio. A estimativa da prefeitura é que o novo meio de transporte, quando totalmente ativo, tire mais de 60% dos ônibus circulares da região central da capital fluminense.
O Jornal do Brasil entrou em contato com o Consórcio VLT Carioca, responsável pela operação do transporte público, mas não obteve resposta até o encerramento da reportagem.
Jornal do Brasil – 29/09/2016

Nenhum comentário: