domingo, 9 de outubro de 2016

Trem descarrilado nos EUA, neste sábado, carregava 600 pessoas e teve 33 feridos, afirma concessionária


Após o descarrilamento de um trem em New Hyde Park, na Long Island Rail Road, em Nova York, na noite do último sábado, a concessionária MTA confirmou o número de 33 pessoas feridas: sete funcionários e 26 passageiros. De acordo com a “NBC” dos Estados Unidos, o veículo transportava 600 pessoas numa das linhas férreas mais movimentadas da região. Os serviços férreos na região foram suspensos.

O presidente da concessionária MTA, Thomas F. Prendergast, contou em coletiva neste domingo que quatro pessoas estão gravemente feridas - uma delas foi enviada para cirurgia e outra teve ossos fraturados. O governador de Nova York, Andrew Cuomo, também esteve presente no local:

“O trem está seriamente fora dos trilhos. Isso é perigoso e precário”.

Um comboio do sentido leste que viajava na mesma direção foi o que ocasionou o descarrilamento e o fez pegar fogo, segundo a polícia do condado de Nassau e o MTA.

Cuomo disse que a prioridade é tirar os trens dos trilhos e obter pelo menos uma linha o mais rapidamente possível.

“Se nós temos tivermos que trabalhar todo o dia e toda a noite, nós o faremos", disse ele.

Fotos em redes sociais mostram os vagões caídos ao lado dos trilhos. E quipes de emergência usaram escadas para chegar até alguns passageiros.

“O trem estava viajando normalmente, numa velocidade compatível, e então começou a tremer, mas isso é aceitável. Mas todos começaram a gritar, aí que eu percebi que tinha algo errado”, contou Lindsay Javitz, uma das passageiras que estava no trem descarrilhado à “NBC 4”, de Nova York. “O trem foi realmente para trás, e balançando... Quando eu olhei pela janela, vi uma faísca ou uma coisa tipo um fogo. Então, o trem parou abruptamente e o carro em frente já estava inclinado”.

A informação é de que três vagões descarrilaram e foram danificados. De acordo com o MTA, as faixas tinham largura suficiente para uma circulação de comboios lado-a-lado. A agência está investigando por que a colisão ocorreu.

Extra – 09/10/2016

Nenhum comentário: