sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Para elevar receita, CPTM planeja dois novos projetos de concessão em SP


Planejamento da CPTM
A CPTM (companhia de trens metropolitanos) planeja dois novos projetos de concessão para elevar sua receita não tarifária, afirma o presidente, Paulo Magalhães
Eles devem seguir os moldes do empreendimento que a empresa prevê criar na região do Brás (centro de São Paulo), que inclui shopping, hotel e prédio empresarial.
Terrenos em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, e em São Miguel Paulista, na zona leste da capital, estão em análise. "A estimativa é que cada iniciativa amplie a receita em 5% ou 6%."
As audiências públicas das propostas estão previstas para o primeiro semestre de 2017.
Nesta quinta (15), o executivo receberá Brieuc Pont, cônsul-geral da França em São Paulo, e Nicolas Jachiet, CEO do Grupo Egis, em visita às obras da linha 13-Jade.
O projeto recebeu R$ 1,1 bilhão da Agência Francesa de Desenvolvimento, e deverá ser concluído até a primeira metade de 2018.
Folha de São Paulo – 16/09/2016
Comentário do Sinferp
Os gestores da CPTM é que estão “planejando” isso? Kkkkkkkkkkk  Vai dar prejuízo. Kkkkkkkkkk

2 comentários:

Anônimo disse...

Se não tiver "usuário" com poder aquisitivo "sobrando" vai dar prejuízo mesmo !

Pela condição social , são duas : o usuário do aeroporto que pode ou não utilizar o serviço por conveniência ou o trabalhador que precisa se deslocar de casa para o trabalho ou vice-versa.

Há de se lembrar que o maior fluxo de trabalhadores "carentes" entre duas cidades metropolitanas no Brasil é justamente o eixo Guarulhos - São Paulo pela Via Dutra .

Linha 13 , operando 24 horas , todos os dias é risco ( e foi dito )
Como ficariam as "janelas" para manutenção!

Planejamento ?

SINFERP disse...

Caro Anônimo: propaganda em período eleitoral. É o de costume...