sábado, 10 de setembro de 2016

Inacabado, monotrilho de Alckmin vira abrigo de usuários de drogas


Governo tucano diz que obra será entregue em 2017; desabrigados aproveitam as vigas e pilares para escapar da chuva.
Inacabado até hoje, o monotrilho que ocupa o canteiro central da avenida Roberto Marinho, na zona sul da capital paulista, virou um abrigo de usuários de drogas. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a maior concentração de usuários de droga fica nas proximidades do cruzamento da avenida Vereador José Diniz. Os moradores e os comerciantes do local afirmam que o atraso da obra degradou a região.
Debaixo dos pilares e das futuras estações, os sem-teto montaram coberturas de papelão para dormir. Sob o monotrilho, os novos moradores vivem livres da chuva. Alguns pontos viraram também um depósito de lixo e entulho.
O monotrilho da linha 17-ouro foi idealizado para ligar o aeroporto de Congonhas ao estádio do Morumbi. O edital foi lançado em 2010, mas as obras só começaram mesmo no governo Geraldo Alckmin (PSDB), em 2011. Tudo deveria ter ficado pronto na Copa de 2014, pois se acreditava que o Morumbi seria usado na competição. O custo da obra já ultrapassa os R$ 5,5 bilhões. O contrato de construção da linha foi rompido neste ano. O governo tucano agora diz que um novo consórcio foi contratado para terminar a linha, que agora irá até a estação Morumbi da CPTM, e não mais ao estádio.
O governo diz que as obras foram retomadas em junho: “Já temos cem funcionários novos lá, estamos fazendo toda a limpeza do canteiro, liberando as pistas para o trânsito”, afirmou na época o secretário Clodoaldo Pelissioni. O Metrô e a Secretaria estadual dos Transportes Metropolitanos afirmaram à Folha que preparam um relatório sobre a presença de pessoas em situação de risco no local.  O relatório será encaminhado para a Prefeitura de São Paulo. O consórcio da obra afirma que vai reforçar as rondas no canteiro. O governo paulista diz ainda que a linha será entregue em 2017.
Terra – 09/09/2016

4 comentários:

Anônimo disse...

Novo Fura-Fila ! Versão masterizada 2.0 !

Se não entregaram uma linha inteira, só percorre duas estações , imagina as outras . . .

E alias, tem até candidato (n°45) em Guarulhos dizendo em sua campanha que irá implantar o vulgo "monotrilho" pois é mais rápido e barato para ser implantado. "Me engana que eu gosto" . Neste aí não voto de jeito nenhum.

SINFERP disse...

Ah, a turminha do 45 vai implantar transportes até na Lua....

Leoni disse...

Na região do ABC, informou que a linha 10-Turquesa iria retornar na Estação da Luz, com a inauguração da Estação do Bom Retiro em 2016,e a expansão da linha 2-Verde do metrô até Guarulhos, e não deve ter sua extensão concluída até 2021 se dependermos destes atuais governantes federais, estaduais e municipais. portanto nenhuma coisa e nem outra.

Aqui na baixada o governo do PSDB, previu uma ligação inicialmente elevada entre Santos e Guarujá, depois mudou para um uma ligação em túnel com um possível espaço para o VLT, hoje só existe um totem demarcativo!

No Brasil não existe uma lei semelhante a das Responsabilidades Fiscais ( mais conhecida como “Pedaladas fiscais”), que pune o governante que gasta mais do que arrecada, ou que repassa para o seu sucessor as dívidas contraídas no seu período de mandato, e que burla a lei, por este motivo não acontece punição alguma para quem promete nas campanhas eleitorais e não as cumpre.

O resultado disto são inumeráveis obras incompletas e um infindável festival de compromissos não cumpridos, e os responsáveis imputados.

SINFERP disse...

Bem, Leoni: é o festival de promessas, como de costume. Sempre "para o futuro". Filme conhecido, ao menos no Estado de São Paulo.