sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Doria mostra desconhecimento sobre mobilidade nas primeiras sabatinas


Desde antes do começo da campanha, o candidato João Dória vem repetindo erros como associar o trânsito paulistano à implantação de ciclovias, e desassociar a queda de mortes no trânsito da cidade à redução das velocidades nas vias. Apesar de defender propostas de incentivo à mobilidade ativa como as Ruas Abertas e as ciclofaixas de lazer (que funcionam apenas aos finais de semana) o candidato vem ameaçando rever as velocidade de todas as vias da cidade e aumentar as velocidades das marginais “na primeira semana de governo”, além  de engrossar o equivocado coro da “indústria da multa”. Ainda, o candidato sugeriu privatizar as ciclovias de São Paulo, sem explicar de onde viria a receita das empresas que irão manter a infraestrutura, repetiu insistentemente que vê ciclovias e ônibus como um incômodo ao comércio e mostrou desinformação a respeito do Código de Trânsito Brasileiro, e da realidade da cidade em perguntas sobre a licitação de ônibus que está em andamento na capital. Pela predominância de pontos negativos, a média do candidato foi a mais baixa dentre os seis principais candidatos, deixando-o na lanterninha.
Veja o que disse o candidato:
Sabatina UOL
“Na semana que eu assumir, retornam as velocidades das marginais”: 600 pontos negativos
“5 milhões de pessoas (sic) circulam de carro, moto, ônibus e caminhão pelas marginais, pessoas andando não podem “atrapalhar a maioria””: 200 pontos negativos
“Prefeitura vem promovendo uma indústria da multa”: 400 pontos negativos
“Bom programa, população gosta de ocupar os espaços públicos. Adicionaria economia criativa e musica. Manter e aprimorar” 724 pontos (50% do compromisso 2.5.5)
Privatizar as ciclovias, para que o setor privado as mantenha. No caso, as mesmas empresas que custeiam as ciclofaixas de lazer e sistemas de bikesharing: 400 pontos negativos.
Sabatina Estadão
“Há ciclovias em áreas remotas da cidade que prejudicam fortemente o comércio varejista”: 200 pontos negativos
“Vamos manter as ciclofaixas de lazer, elas funcionam bem”: (10% do compromisso ciclofaixas de lazer)
Total: 1333 pontos positivos e 3000 pontos negativos. Balanço negativo. Normalizando com as demais pontuações, João Doria fica com apenas 30 pontos.
Fontes: Sabatina UOL, Folha e SBT e Sabatina Estadão (julho de 2016)
Mobilidade Ativa – 17/08/2016
Comentário do SINFERP
Pois é... Mas se diz preparado para ser prefeito de nossa capital, de nossa metrópole. Afinal, gosta de dizer que é empresário de sucesso, como se precisássemos disso, e não de um estadista.

2 comentários:

Anônimo disse...

O mais engraçado do Doria Jr.nessa campanha é como ele está se apresentando para provar que não é coxinha, falando que é filho de nordestino e conhecedor da periferia. E ainda mais engraçado ele ter "aposentado" o terno e só se vestir de "esporte fino", jaqueta e camisa pólo. Acaba ficando mais coxinha ainda, tipo jogador de badminton de Alphaville.

SINFERP disse...

Sim. O pai foi perseguido pela ditadura, ele desde criança batalhou para manter a si e a mãe, veio "de baixo", tornou-se empresário (agora parece que sumiu com o "de sucesso", não quer mais ditar o que é melhor para a cidade, mas será um "servidor" e, só mesmo rindo, com "modéstia". O homem é apenas uma peça de marketing. Rsrsrsr