sábado, 21 de maio de 2016

Ministério Público RJ move ação para que VLT entre em operação após todos os riscos serem eliminados

Foto Rafael Moraes
O Ministério Público do Rio (MP-RJ) pediu na Justiça para que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) só comece a operar depois que o sistema de sinalização sobre passeio e vias públicas for plenamente instalado, testado e aprovado. A ação foi proposta na última segunda-feira pela 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Ordem Urbanística da Capital.

O serviço começaria a operar amanhã, mas a própria Prefeitura do Rio já havia decidido adiar para o dia 5 de junho. De acordo com a Secretaria municipal de Transportes, a decisão foi tomada para que os motoristas se acostumassem com as mudanças no trânsito do Rio enquanto o órgão intensificava ações de conscientização de pedestres e motoristas.

O MP do Rio requereu a apresentação, no prazo de 30 dias, de todos os documentos técnicos referentes à sinalização no trajeto dos futuros trechos de operação do VLT. Também pediu a apresentação do plano de alteração da circulação dos veículos nas regiões do Centro e Portuária do Rio, no prazo de dez dias, prevendo a relação dos modos de transporte sobre trilhos, rodoviário e cicloviário.


Extra – Bruno Alfano - 24/05/2016

Nenhum comentário: