quarta-feira, 9 de março de 2016

Prefeitura (Cuiabá) e Estado (MT) discutem obras de infraestrutura em canteiros do VLT

Para o secretário estadual de Cidades, Eduardo Chiletto, a parceria entre Estado e município é fundamental para a eficácia da obra, uma vez que todo o processo envolve a Lei de Uso e Ocupação do Solo.

O prefeito Mauro Mendes apresentou para o governador do Estado, Pedro Taques, o projeto de recuperação e melhoria do sistema viário das avenidas Prainha, CPA e Fernando Corrêa da Costa. Ao longo do encontro, que aconteceu nesta terça-feira (08), os gestores alinharam o planejamento em conjunto, que visa garantir maior trafegabilidade nestas regiões e conferir um melhor aspecto estético para os canteiros dedicados às obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

"Essas obras serão importantes para melhorar o trânsito nestas que são consideradas as três principais avenidas de Cuiabá. Temos estudado a possibilidade de uma intervenção nesses canteiros há um bom tempo e com o amparo e suporte do governo, seremos capazes de reconfigurar a cidade nos principais pontos, onde há grande fluxo de veículos e pedestres. Como este trabalho não visa colidir com a futura retomada das obras do VLT, avaliamos cautelosamente a forma como trabalharíamos nestes espaços, com o objetivo de trazer uma solução imediata para o problema, de forma que não comprometa grandes recursos financeiros", afirmou Mauro.

Para o secretário estadual de Cidades, Eduardo Chiletto, a parceria entre Estado e município é fundamental para a eficácia da obra, uma vez que todo o processo envolve a Lei de Uso e Ocupação do Solo. De acordo com o gestor, é necessário um estudo minucioso seguindo os parâmetros da normativa, para que a requalificação dos canteiros destas avenidas não seja feito de forma imprudente e irresponsável.

"Sabemos que a mobilidade urbana da Capital possui falhas graves, oriundas dos erros da gestão passada e decidimos fechar uma parceria com o município para que qualquer intervenção nas vias públicas não comprometa ainda mais o trânsito nas avenidas Prainha, CPA e Fernando Corrêa. Este trabalho foi feito com muita articulação e hoje conseguimos fechar um bom acordo. O Estado será responsável por toda a parte de material e a prefeitura fica a cargo da mão de obra", falou.

A necessidade desta obra se faz justamente pelas atuais condições destas vias em momentos clínicos. O secretário municipal de Obras, Marcelo de Oliveira, explicou que a partir da rede de supermercados Atacadão, a Avenida Tenente Coronel Duarte se estende em seis pistas (três de cada lado) e, ao chegar à Rua Quinze de Novembro, a via afunila para duas pistas devido aos obstáculos (gelo baiano) colocados ao longo da avenida. Neste trecho há a entrada e saída do estacionamento do Colégio São Gonçalo, um ponto de ônibus e as seis pistas acabam se transformando em uma, causando um congestionamento do trânsito nas proximidades da Rua Major Gama no horário de pico.

"Estamos criando uma nova pista para dar acesso direto à Avenida Dom Bosco e a outra ficará liberada para fluir em direção ao centro da cidade. Este é o início de uma obra de recuperação da Avenida Tenente Coronel Duarte [Avenida da Prainha], a Historiador Rubens de Mendonça [Av. do CPA] e mais para frente a Avenida Fernando Corrêa da Costa. Dentro de 180 dias Cuiabá vai ter estes principais corredores da cidade totalmente requalificados", disse Marcelo de Oliveira.

Para a execução das obras de recuperação dos canteiros centrais das avenidas Prainha, CPA e Fernando Correa, a Prefeitura de Cuiabá disponibilizará R$ 5,5 milhões em mão de obra. A contrapartida do Estado será de R$ 8,5 milhões em materiais de construção. A previsão de entrega total dos trabalhos é de seis meses, partindo deste mês de março.

Outras obras

A reunião entre município e Estado foi marcada também pela apresentação do relatório do avanço das obras do novo Pronto-Socorro de Cuiabá. Segundo o prefeito Mauro Mendes, 100% das fundações da nova estrutura já foram concluídas e atualmente os serviços de drenagem profunda estão em fase de execução.

"Começamos a levantar os pilares de todas as etapas da obra e ainda neste mês faremos a concretagem da primeira laje. O cronograma da obra está dentro do previsto contratualmente e logo após o período chuvoso, temos absoluta convicção de que teremos um período de maior celeridade na construção e no avanço respeitando o planejamento", concluiu Mendes.

Outros assuntos ligados à saúde pública entraram em discussão, como os resultados do Hospital Municipal São Benedito e a inauguração do terceiro andar do Pronto-Socorro. Foi debatido também ações para a melhoria da saúde pública de Cuiabá, que atende a Baixada Cuiabana e centenas de mato-grossenses que diariamente procuram a Capital para atendimento imediato.


24Horas News – 09/03/2016

2 comentários:

Pregopontocom Tudo disse...

E os caras preocupados com os automóveis.......francamente.

SINFERP disse...

Pois é, pois é.....