terça-feira, 15 de setembro de 2015

CPTM demite funcionário suspeito de assédio sexual em trem

Homem foi agredido por passageiros da Linha 11 - Coral. Metrô também registra casos de abuso. 

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) demitiu nesta terça-feira (15) um funcionário que foi preso em flagrante por assediar sexualmente uma passageira dentro de um trem na Linha 11- Coral.

O funcionário Levi Lopes da Silva, de 54 anos, é agente operacional e trabalha dando suporte na estação. Segundo a CPTM, ele não estava trabalhando no momento do assédio. O homem acabou agredido por outros passageiros.

A história foi parar nas redes sociais. A vítima, de 18 anos, estava no começo da manhã em um trem lotado.  Na estação Corinthians-Itaquera, percebeu que um homem se encostava nela de maneira inadequada. A jovem pediu ajuda e passageiros começaram a bater nele, que foi apanhando até ser jogado para fora do trem, na estação Tatuapé.

A jovem e o suspeito foram levados para uma delegacia no Tatuapé, onde o caso foi registrado. O senhor de 54 anos admitiu o que fez e contou que é funcionário da CPTM há 35 anos.  Ele é casado, tem filhos e netos e  não tem passagem pela polícia, mas foi preso em flagrante por estupro e pode pegar de 6 a 10 anos de cadeia.

Passageiros disseram que tentaram acionar a segurança da CPTM por torpedo SMS, sem sucesso. A CPTM informou que não recebeu nenhuma  mensagem  de passageiro denunciando o caso de assédio na Linha Coral. E que repudia o abuso sexual, crime que deve ser combatido dentro e fora do transporte público.

Metrô

Um vídeo que circula na internet mostra outro caso de assédio sexual, desta vez dentro do Metrô. Foi segunda-feira (14), na estação Sé. Já fora do vagão,  um homem de roupa verde leva uma rasteira e um chute de um passageiro. Um policial chega e leva o homem embora.

Também no metrô, uma passageira da Linha 1 azul denunciou nesta segunda à polícia ser mais uma vítima.  Ela contou que foi vítima de assédio na estação Praça da Árvore.

O Metrô informou que que acionou o centro de controle da segurança para tentar localizar o agressor da passageira na Linha 1- Azul. E que a mulher foi encaminhada pelos seguranças da companhia até a delegacia. 


G1 – 15/09/2015

Nenhum comentário: