domingo, 16 de agosto de 2015

Rio: PMs iniciam patrulhamento de estações do metrô nesta quinta-feira

Medida visa coibir ação de criminosos; agentes vão trabalhar em dia de folga.
PMs começam, nesta quinta-feira (13), a patrulhar estações do metrô no Rio para reforçar a segurança. De acordo com a Setrans (Secretaria de Estado de Transportes), um convênio entre o órgão, a concessionária MetrôRio e a Polícia Militar vai permitir que os agentes trabalhem em horário de folga, recebendo uma gratificação. Nesta primeira etapa, o Proeis (Programa Estadual de Integração na Segurança) vai disponibilizar 15 PMs por dia.

Isso vai possibilitar que seguranças do Grupamento de Operações Especiais do MetrôRio realizem rondas, em duplas, dentro das composições das linhas 1 e 2.
A área de Inteligência em Segurança do metrô vai distribuir o efetivo policial por todo o sistema metroferroviário. A concessionária também aumentou seu efetivo de segurança privada em 10%, que atualmente conta com 382 funcionários. Há também 800 câmeras que auxiliam no monitoramento das estações e vagões.
O secretário estadual de transportes, Carlos Roberto Osorio, afirmou que o policiamento vai coibir a ação de criminosos.
— Teremos é a presença do agente da lei para dissuadir a prática de crimes, ou seja, o policiamento ostensivo evita a ação  dos bandidos. O que nós quereremos é que o cliente do metrô tenha a segurança de que está num ambiente protegido, que pode utilizar o metrô com  tranquilidade e que não encontrará atos criminosos dentro do metrô.
Morte e arrastões

Em 10 de julho, o office-boy Alexandre de Oliveira, de 46 anos, foi assassinado depois de ser assaltado em frente à bilheteria na Uruguaiana. Três suspeitos estavam na ação e fugiram com uma bolsa de dinheiro da vítima. Um deles foi identificado pelo irmão, que trabalhou como coronel da PM. Eles seguem foragidos.

No dia 25 de março, cinco homens roubaram mais de 20 pessoas durante uma viagem da linha 1 entre as estações da Glória e do Catete, zona sul. Em dois minutos, eles conseguiram pegar pertences como celulares, carteiras e bolsas. Quatro pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no caso. Alguns dias antes, em 12 de março, passageiros foram assaltados nos vagões de uma composição entre as estações do Largo do Machado e do Flamengo, na zona sul. Quatro suspeitos realizaram os roubos. Dois deles estavam armados. Ao menos 16 pessoas estiveram na delegacia de Botafogo (10ª DP) para dar queixa. Eles fugiram pulando as roletas da estação no Flamengo.


R7 - 13/08/2015

2 comentários:

Pregopontocom Tudo disse...

Extranho....o consorcio deveria ter a sua própria segurança,no Metrô de Salvador a segurança é feita pela própria CCR operadora do sistema,diga-se de passagem é um serviço diferenciado e executam um ótimo trabalho preventivo,ajudam pessoas com dificuldade de locomoção,idosos,prestam ajudas ao usuários de maneira geral além de informações sobre o sistema,não só nas estações mais também a bordo dos trens durante todas as viagens.

SINFERP disse...

É uma velha briga no Rio de Janeiro, tanto no Metrô quanto na SuperVia. Em Sampa a segurança - própria ou terceirizada - está sob os cuidados do Metrô e da CPTM.