terça-feira, 14 de julho de 2015

Suspeito de matar office-boy no metrô (RJ) já responde por outro latrocínio; recompensa é de R$ 1.000

Edvardo Costa tem 9 anotações criminais e deixou prisão há 4 meses.
O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 1.000 por informações que levem a prisão de Edvardo Camelo Costa, de 47 anos. Um cartaz com a foto do suspeito foi divulgado nesta segunda-feira (13). O homem é apontado pela polícia como autor do latrocínio (roubo seguido de morte) de Alexandre de Oliveira, de 46 anos, na estação do metrô da Uruguaiana, na última sexta-feira (10).

De acordo com os autos processuais, o irmão de Edvardo compareceu espontaneamente à delegacia policial e o reconheceu nas imagens captadas pelas câmeras do sistema interno de segurança do metrô.
Segundo o Disque-Denúncia, o suspeito deixou o sistema penitenciário no dia 13 de março deste ano, após cumprir pena no Instituto Penal Vicente Piragibe. Edvardo ficou seis anos preso e também responde por outro crime de latrocínio. Além disso, Edvardo já foi acusado de roubo, estelionato, quadrilha ou bando. Na ficha criminal dele, há nove anotações. 
Em sua decisão, a juíza Maria Isabel Pena Pieranti destacou que "é mais uma eloquente demonstração da desavergonhada criminalidade urbana que vem assolando, assustadoramente, esta cidade. A cada nova ocorrência similar vê-se que não se intimidam os delinquentes em agir em locais públicos, providos de câmeras e de vigilantes, muito movimento, à luz do dia. Covardemente audaciosos e vorazes, buscam o ganho fácil, mesmo que a vítima seja pessoa humilde e de parcos recursos. O finado Alexandre de Oliveira era um simples office-boy que trabalhava fazendo depósitos e saques bancários”.
Todas as informações a respeito do caso estão sendo encaminhadas para a Delegacia de Homicídios da Capital. De acordo com os agentes, eles realizam diligências para localizar o criminoso e identificar outros dois envolvidos na ação.
Quem tiver alguma informação a respeito da localização e paradeiro do suspeito, denuncie, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entre em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital. 
Procon investiga segurança

O  Procon-RJ deve abrir nesta segunda-feira (13) um processo administrativo para investigar se houve falha na segurança da estação Uruguaiana no assalto.  O órgão, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, quer apurar a responsabilidade da concessionária Metrô Rio no caso.

Segundo o Procon, o Código de Defesa do Consumidor prevê que é responsabilidade da empresa “prestar serviços em condições adequadas de segurança”, sem prejudicar e colocar a vida do usuário em risco. O órgão disse que, após ser notificada, a Metrô Rio terá 15 dias para prestar os esclarecimentos, sob risco de multa.

R7- 13/07/2015

Comentário do Sinferp


Procon investiga é mesmo ótimo. Ora, se não houvesse falha na segurança a morte do office-boy não teria ocorrido.

Nenhum comentário: