quinta-feira, 2 de julho de 2015

Secretário de Transportes do RJ promete melhorias nos trens

Osório comentou a série do Bom Dia Rio sobre problemas no sistema. Estão previstas mudanças nos ramais de Deodoro, Santa Cruz e Japeri.

Uma série especial do Bom Dia Rio mostrou os problemas nos trens da SuperVia. Nesta quinta-feira (2), o secretário Estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, anunciou reforço da frota com a compra de trens novos com oito carros e ar condicionado, a partir de julho, no ramal de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Segundo ele, esta linha é a mais problemática da rede.  Ele prometeu também operação direta a partir da Pavuna. Ao longo do semestre outras melhorias foram anunciadas pelo secretário, como novos horários para Vila Inhomirim e mudanças nos ramais de Santa Cruz, Deodoro e Japeri.

Osório disse que o sistema é fundamental para o transporte da cidade e oferece uma série de desafios. Como relação aos horários e constantes atrasos, reclamações frequentes dos usuários do transporte, o secretário disse que são fiscalizados pela agência reguladora Agetransp e acompanhados pela secretaria. Ele lembrou que a SuperVia foi multada em quase R$ 150 mil  por causa de problemas no sistema.

 “Temos problemas, mas o usuário de trens sabe que a circulação vem melhorando. Não está boa ainda. No ramal de Belford Roxo, por exemplo, vamos ter sete trens novos chegando este mês. Este ramal ainda não tem nenhum trem com ar condicionado”, frisou o secretário.

Osório lembrou que das 18 estações do ramal de Belford Roxo, quatro têm problemas porque só comportam trens de seis vagões. Então para servir o usuário, a SuperVia vai ter um serviço semidireto com as estações de maior movimento que comportam os maiores trens, como Belford Roxo, Pavuna para a Central do Brasil e outro serviço com trens paradores de seis composições.

“Já determinamos que a SuperVia alongue as plataformas para comportar composições com oito vagões”, disse Osório, destacando que todo o sistema de transportes do Rio tem enfrentando uma crise de passageiros e que o trem é o que tem atraído mais passageiros por causa da melhoria da qualidade dos serviços.

Novos horários

A estação de Guapimirim, que não tem conexão da rua com a plataforma — por isso, os passageiros têm de passar pelos trilhos — vai ganhar novos trens. O secretário também prometeu levar dois VLTs de Macaé para este ramal.

O secretário anunciou ainda que o ramal de Vila Inhomirim vai ganhar dois novos horários no pico da manhã a partir de agosto e dois novos horários no pico da tarde. “Esse ramal quase foi extinto. Vamos lutar para recuperar esse ramal, que não tem eletrificação, botando novas máquinas para reduzir os intervalos, a partir de agosto”, garantiu Osório.

No ramal de Saracuruna foi implantada uma baldeação em Gramacho, em abril, para diminuir os intervalos entre Gramacho e a Central do Brasil. Ele destacou que entre Gramacho e Saracuruna há apenas uma linha e a solução definitiva é a duplicação dessa linha. O secretário disse que tem recursos do Banco Mundial para fazer essa obra e eliminar a necessidade de baldeação.

“Com a baldeação em Gramacho reduzimos os intervalos em 10 minutos. Isso atraiu mais passageiros. O ramal foi de 85 mil passageiros por dia para 105 mil passageiros por dia. Ganhamos novos passageiros porque conseguimos reduzir os intervalos. Evidentemente a baldeação é um incômodo, mas conversei com passageiros que e a duplicação é a solução definitiva. A conexão entre Vila Inhomirim e Saracuruna precisa de mais bilheteiros e reformamos a estação para que os usuários possam fazer a transposição mais rápido”, detalhou o secretário.

Renovação

Osório lembrou que o sistema foi destruído nos últimos 35, 40 anos. Mas ele disse que o governo do estado comprou 110 trens, dos quais 67 já chegaram. A SuperVia também comprou 20 trens e reformou outros 42. A compra de novos trens permite gradativamente a redução dos intervalos. Os trens das décadas de 50 e 60 quebram e reduzem a confiabilidade no sistema.

“Faltam 45 trens para chegar. Eles vão chegar até o início do ano que vem. Isso vai dar mais estabilidade no sistema. Mas já temos alguns ramais com redução de intervalos e mais confiabilidade, porém, temos outros ramais ainda muito ruins, que ainda operam com máquinas antigas e que não têm nenhum trem novo. A sensação de melhora vai acontecer ao longo deste ano”, disse Osório acrescentando que a melhoria no sistema já permitiu um aumento de 15% no número de passageiros.


G1 – 02/07/2015

Nenhum comentário: