domingo, 5 de julho de 2015

Prefeito Eduardo Paes apresenta primeiro trem do VLT (RJ)

O prefeito Eduardo Paes apresentou neste domingo (05/07) o primeiro dos 32 trens que vão integrar o sistema de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na cidade. O novo transporte de passageiros ligará a Rodoviária Novo Rio, na Região Portuária, ao Aeroporto Santos Dumont, no Centro, a partir do primeiro semestre de 2016.

O novo modal de transporte não terá cobradores nem catracas no interior dos vagões. As bilheterias serão instaladas em quatro estações - Rodoviária, Central do Brasil, Praça 15 e Aeroporto Santos Dumont -, onde será possível comprar a passagem. Cada módulo vem equipado com oito validadores de Bilhete Único. O sistema prevê a instalação de 32 pontos de paradas para o embarque e desembarque de usuários. Não haverá cancelas ao longo dos 28 quilômetros de trilhos.

- O VLT representa a libertação do Centro, eliminando essa confusão de ônibus e, aos poucos, devolvendo qualidade de vida para quem mora na região, evitando grandes deslocamentos. Ele será integrado às barcas, aos trens, ao metrô e aos BRTs. Além de representar a volta do bonde, que sempre foi uma marca do Rio, concebido para tornar a cidade mais justa e melhor — disse Paes. 

O VLT entrará em funcionamento após passar por uma série de testes. As avaliações estáticas (veículo parado) já começaram a ser feitas para verificar os sistemas de informação; já as dinâmicas (veículo circulando) serão realizadas no fim do ano, para observar o nivelamento, a frenagem, a aceleração e outros itens das composições.

Cada trem vai transportar 420 passageiros a uma velocidade média de 15km/h a 17km/h, em intervalos de três a três minutos e meio, de acordo com a linha, demanda e horário. O primeiro trecho do VLT terá como eixo principal a ligação entre a rodoviária e o aeroporto. O segundo interligará a Central do Brasil à Praça 15. 
A Secretaria Municipal de Transportes vai divulgar em breve o número exato de linhas de ônibus municipais que serão substituídas após a implantação gradativa do VLT. Até o fim do ano, mais quatro composições, fabricadas na França, chegam ao Rio. Todas passarão por testes antes de entrarem em operação. No primeiro trimestre de 2016, os trens fabricados em Taubaté, interior de São Paulo, começam a ser entregues. 
A concessão do serviço tem prazo de 25 anos. O novo meio de transporte receberá investimentos de R$ 1,157 bilhão, sendo R$ 532 milhões com recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) e R$ 635 milhões viabilizados por meio de Parceria Público Privada (PPP) da Prefeitura do Rio.
Com design inovador, o trem — concebido de forma a reduzir o impacto visual — promove harmonia e integração das composições ultramodernas às construções históricas de boa parte do trajeto. Na área interna do veículo, predominam as cores verde e azul, em homenagem à paisagem do Rio.
O inovador sistema de fornecimento de energia APS (alimentação pelo solo) fará com que o Rio de Janeiro seja a segunda cidade do mundo a ter um VLT em operação totalmente livre de catenárias, cabos aéreos de captação da energia. O primeiro deste tipo está em operação em Dubai, na Ásia.
Interdições
Algumas vias do Centro do Rio sofreram novas interdições para as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) desde sábado (04/07). A Praça da República foi interditada entre a Avenida Presidente Vargas e Rua da Constituição. As obras fecharam também novo trecho da Rua da Constituição, entre a Praça da República e a Rua Gomes Freire. Os cruzamentos ao longo das vias foram mantidos, e a Rua República do Líbano passou a operar em mão invertida.
Quem circula pela região de ônibus deve ficar atento às mudanças nos pontos e itinerários das linhas, a partir das 14h de sábado. Os ônibus municipais das linhas 313, 371, 383, 391 e 202 terão itinerário alterado. Já os ônibus intermunicipais que terão novo trajeto serão as linhas 426A, 520D, 535D, 540D, 749D, 1520D, 2520D, 2535D, 490B e 522B.
Para auxiliar a população, a CET-Rio vai fazer uma operação com faixas instaladas em cruzamentos trarão informações aos motoristas sobre alterações e novas rotas. A operação de trânsito será reforçada com o deslocamento de 21 operadores de tráfego especificamente para os trechos e utilização de 12 painéis de mensagens variáveis adicionais. 

Jornal do Brasil – 05/07/2015

Nenhum comentário: