domingo, 26 de julho de 2015

Novos trens chineses vão oferecer mais 8 mil lugares no ramal de Belford Roxo (RJ)

Foto Carlos Moraes
Serão cinco minutos a menos com mais 14 viagens expressas.
Rio - Oito mil lugares a mais e cinco minutos a menos no tempo de viagem. Este será o ganho dos usuários de trens do ramal de Belford Roxo, a partir da próxima segunda-feira, quando entram em funcionamento dois dos quatro novos trens que acabaram de chegar da China e que vão fazer viagens expressas nos horários de pico da manhã e do final da tarde. 

Serão, ao todo, 14 novas viagens que não terão paradas nas estações Vila Rosali, Barros Filho, Del Castilho e Jacarezinho, garantindo maior rapidez e conforto aos passageiros, que vão usufruir de trens com ar condicionado. O secretário estadual de Transportes, Carlos Osorio, admitiu que o ramal de Belford Roxo é o que tem a maior deficiência no serviço. “É o que tem a frota mais antiga e por isso mesmo um nível de qualidade bastante insatisfatório.” 

De acordo com o secretário, chegou o momento de investir naquele ramal. “Serão quatro novos trens, sendo que dois vão entrar em funcionamento na próxima segunda-feira e os outros dois na outra semana.” Osorio revelou que, durante toda a semana que vem, no horário comercial, quem passar pela estação de Belford Roxo poderá contar também com o serviço de um posto volante para que seja possível fazer a inscrição e a retirada do Bilhete Único. “Se houver necessidade, esse prazo será estendido. O que nós queremos é servir bem aos usuários daquela região.” 

A SuperVia informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o número total de viagens não vai aumentar, mas em compensação haverá um ganho bastante significativo em relação ao conforto. Os trens antigos com quatro a seis carros e 2 mil lugares serão substituídos por composições de oito vagões e capacidade para até 10 mil passageiros. A companhia espera também que, com os trens novos, a procura por parte dos usuários deve aumentar. 

No início da noite de quarta-feira, um trem do ramal Santa Cruz teve a viagem interrompida, deixando passageiros presos dentro dos vagões entre as estações de São Cristóvão e Maracanã, enquanto técnicos da SuperVia procuravam reestabelecer o funcionamento da composição. 


O Procon Estadual informou que vai instaurar um ato de investigação para que a SuperVia se explique sobre o ocorrido.

Demanda deve aumentar 30% 

O secretário de Transporte Carlos Osório informou ainda que, atualmente, o foco do estado do Rio é o investimento nas estações ferroviárias, num total de R$ 250 milhões. As estações de Madureira, Deodoro, São Cristóvão e Engenho de Dentro já passam por reformas e as estações de Magalhães Bastos, Ricardo de Albuquerque e Vila Militar também vão entrar em obras em breve. “A estação de Madureira será a primeira a ser entregue, já em setembro, e as demais estarão prontas até abril do ano que vem, conforme nosso compromisso olímpico.” 

Ao falar do sistema ferroviário do Rio de Janeiro, Osório foi taxativo ao afirmar que é o que mais vem crescendo em número de passageiros ao longo desse ano. O secretário explicou que hoje a Supervia transporta uma média de 676 mil pessoas por dia e que o objetivo é chegar a 700 mil até o final do ano . “O ramal de Belford Roxo é o que tem o maior potencial de crescimento. Hoje, transportamos uma média de 27 mil passageiros por dia naquele ramal. Esperamos que, em 60 dias, esse número chegue a 30 mil passageiros e que, até o final do ano, alcance 35 mil, um crescimento de quase 30% em seis meses”.


O Dia – Marcio Allemand - 14/07/2015

Nenhum comentário: