segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Longo prazo: Osasco (SP) poderá ter VLT ultramoderno

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas, reuniu-se com os ministros das Comunicações, Ricardo Berzoini, e dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues para debater fomento à produção audiovisual de utilidade pública e, também, sobre o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).
Representante da CIOESTE (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo), Jorge Lapas – recém eleito presidente do consórcio - tratou de temas do município e da região.
Em comunicação, dentre os assuntos abordados, está a implantação do Canal da Cidadania em Osasco, além de fomento à produção audiovisual independente, de caráter local e regional, atuando na prestação de serviços de utilidade pública.
Na segunda pauta, questões específicas dos munícipios menores –como o número de carteiros disponibilizados para a região Oeste- também foram discutidas.
A implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), entre Carapicuíba e o Km 21 na Rod. Raposo Tavares, foi trazida como um tema central para melhora da fluição de tráfego na região, além do barateamento dos deslocamentos. No entanto, esse é um plano ainda inicial e de longo prazo.
Em conjunto com os temas centrais da visita ao Ministro dos Transportes, Lapas trouxe a solicitação da liberação de recursos para a construção da Via Norte, que se trata de um prolongamento da avenida Bandeirantes entre a avenida Getúlio Vargas à rua Graziela Flores Piteri, na zona Norte da cidade.
Em tempo
O VLT ainda está em fase inicial de estudos e remonta análises que evidenciam a necessidade de projeto robusto e de longo prazo. Focado em interligar 'partindo' de Osasco para capital e interior, o plano é uma articulação inteligente de ampliação do papel político do município, protagonizando mudanças em toda a região.
Distante de ser novidade no país, o VLT já é uma realidade e aos poucos se consolida como alternativa de transporte sustentável para as grandes cidades, a exemplo de Cuiabá (MT), Brasília (DF), São José dos Campos e São Vicente (SP), que já têm projetos em andamento. 

Planeta Osasco – 07/02/2015                         

3 comentários:

Paulo Lima disse...

Só espero que não vire mais um caso do VLT de São José dos Campos onde mais tarde mudaram para BRT, ou mais um caso do VLT de Uberlândia(MG) onde a ideia foi jogada para 2025.
Ou sejam nesse VLT de Osasco o Prefeito só esta usando isso como "discurso" e não vai passar disso. Talvez esse VLT só lá para meados de 2020 mesmo. Pena....

Paulo Lima disse...

E outra, essa reportagem está com informações desatualizada, ou o Jornalista que escreveu a matéria nem sabia o que estava escrevendo ou é um desinteressado no assunto mesmo. Primeiro, o VLT de São José dos Campos não vai sair mais, agora passaram para BRT. No caso de Brasilia o projeto foi abandonado após os escândalos de Ex-Governador Arruda e outro governo posterior não deu continuidade ao projeto.
Ou seja, além dos VLTs não terem boa visão dos políticos, o que me irrita e a desinformação dos editor que escreve as matérias.

SINFERP disse...

Jornalista está reproduzindo notícia que entregaram pronta. Quem passou a mensagem não sabe que o VLT de São José dos Campos "já era", e tampouco conhece os vários do nordeste.