sábado, 11 de outubro de 2014

Trens da SuperVia ampliam horário para transporte de bicicletas em dias úteis

A SuperVia, que opera o serviço de trens urbanos na região metropolitana do Rio, vai ampliar, a partir de segunda-feira (13), o embarque de bicicletas em dias úteis. Desde 2012, o acesso é permitido aos sábados, após as 14h, e aos domingos e feriados, durante todo o dia. A partir da semana que vem, os usuários poderão embarcar as magrelas diariamente a partir das 21h e somente no últmo vagão de cada composição.

Desde o início da liberação, em abril de 2012, até setembro deste ano, já foram mais de 30 mil embarques e, só neste ano, mais de 9 mil acessos. Segundo a concessionária, a novidade é mais um avanço que busca oferecer à população do Rio de Janeiro uma opção de transporte prático e não poluente. “O embarque com bicicletas nos dias úteis faz parte da transformação que estamos vivendo e é um passo a frente que damos para tornar o modal ferroviário ainda mais sustentável em um mundo que discute, cada vez mais, a proteção ao meio ambiente", destaca o presidente da SuperVia, Carlos José Cunha.

Outra medida que contribui para incentivar o uso da integração entre bicicleta e trem são os bicicletários gratuitos instalados nas estações Japeri, Engenheiro Pedreira, Santa Cruz, Realengo, Bangu e Saracuruna. Eles oferecem 4 mil vagas e contam, ainda, com oficina para pequenos reparos, bombas de ar para calibragem de pneus e bebedouros. Os bicicletários funcionam de segunda a sexta-feira, das 4h à 0h, e aos sábados, das 4h às 23h. O uso desses espaços também está aberto para o público que não utiliza trem, ao custo de R$ 1 por dia. "Pretendemos incentivar a população a fazer essa integração [trem/bicicleta] em seus deslocamentos”, disse Cunha.

De acordo com estudos realizados pela concessionária, a bicicleta é o principal meio de transporte utilizado pelos moradores da Baixada Fluminense e da zona oeste para chegar às estações de trem. Pesquisas da concessionária também mostram que, dos passageiros que utilizam a bicicleta como meio de transporte complementar, 77% se deslocam para o trabalho, 8% para a escola e 5% estão se deslocando para locais em que realizarão atividades de lazer.

A região central do Rio disponibiliza bicicletas pelo programa Bike Rio com parceria privada, porém carece de faixas exclusivas para ciclistas. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente informou que as novas rotas de ciclovias no centro da cidade serão implantadas após a conclusão das principais obras e intervenções em andamento na zona portuária da capital. A secretaria disse ainda que a bicicleta será um modal de transporte muito importante para a região.

Já os usuários que utilizam diariamente o metrô podem embarcar, desde o dia 29 de setembro, com suas bicicletas a partir das 21h, preferencialmente no último vagão. Nos fins de semana e feriados, o acesso continua valendo para qualquer hora do dia.

Nas barcas, o transporte de bicicletas é irrestrito: é permitido em todas as linhas, em todos os dias da semana e em qualquer horário, sem custo adicional. A única exceção é a linha de Charitas, em Niterói, onde é permitido apenas o embarque de dobráveis, devido ao modelo da embarcação.

Agência Brasil – Denise Griesinger - 11/10/2014

Comentário do Sinferp


Não há dia sem notícia de falhas na SuperVia, mas agora vem a empresa com o apelo da moda politicamente correta do transporte de bikes. Ai, ai... Ô sociedade do me-engana-que-eu-gosto. O pior é que cola...

Nenhum comentário: