terça-feira, 14 de outubro de 2014

Homem que colou adesivos falsos em trens do RJ é investigado

Adesivo que simula ser oficial pede que passageiros deem 'colo' para outros. Câmeras de vigilância flagraram suspeito de colar a peça nos trens. 

A polícia procura o homem que aparece em imagens de câmeras de segurança da SuperVia colando adesivos falsos nos trens. Ironizando a superlotação, a mensagem contida nos adesivos sugere que os passageiros sentem no colo de quem ocupa assentos nos horários de pico. O que parecia ser um protesto em tom de sátira contra as condições do transporte virou caso de polícia depois que a concessionária que administra os trens fez um registro de ocorrência. 

O adesivo que tem chamado a atenção dos passageiros traz as logomarcas da Supervia, da Prefeitura do Rio e do Governo do Rio de Janeiro, simulando se tratar de uma peça de campanha institucional. Sob a chancela de “atenção”, o adesivo informa que “em horários de pico, pode ser necessário que você deixe outras pessoas sentarem no seu colo”. 

A Supervia disse que registrou denúncia na Delegacia de Defesa de Serviços Delegados (DDSD) pelos crimes de falsificação de marca, utilização de símbolos ou identificadores de órgãos ou entidades da Administração Pública e perturbação de serviço de estrada de ferro. 

Segundo a concessionária, o suspeito foi identificado na sexta-feira depois de embarcar na Central do Brasil, por volta das 15h30. Após vistoria no trem, agentes identificaram três adesivos. As imagens registradas pelo circuito interno de câmeras permitiram identificar o rapaz que colou as peças na composição. A Supervia destacou que já entregou as imagens para a polícia. 

G1 – 20/09/2014 

Transportar o povo feito sardinha não é crime. Ironizar essa gritante realidade é crime. Este é o país.... O adesivo não é falso. Falsa é a autoria à ele atribuida.

Nenhum comentário: