sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Paulo Skaf promete 70 km de transporte sobre trilhos em quatro anos e critica ritmo de obras

O candidato do PMDB ao governo do estado, Paulo Skaf, criticou na tarde desta quinta-feira (7) o ritmo das obras de metrô, trem e monotrilho mantidas pelo atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Ele prometeu entregar 70 quilômetros de transporte sobre trilhos em quatro anos caso vença a eleição. 

"Eu espero nós próximos quatro anos um ritmo de 15 quilômetros por ano. Já falei que vou inaugurar mais de 70 quilômetros no novo mandato e mantenho isso", afirmou. 

Para a meta, ele disse que o ritmo é dez vezes maior do que o do atual governo, que entregou cerca de 6km nos últimos quatro anos. "Tem que concluir mais do que 15km por ano, o ritmo é de quase 17km, que é dez vezes mais [do que o ritmo atual]. E é isso que nós faremos", prometeu, durante evento em local de obras da Linha 15-Prata do monotrilho, em frente à Subprefeitura de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo. 

Skaf ainda afirmou que a solução para a questão do transporte público na Grande São Paulo seria o transporte sobre trilhos. 

"As obras em São Paulo são muito lerdas. Falando em transporte público, a solução é trem e metrô. Todo mundo sabe que a solução é essa porque é mais seguro e mais confortável, mas não quando tem essa defasagem que impede segurança e conforto", disse. 

Sobre o financiamento para obras, o candidato defendeu as parcerias público-privadas (PPP). "O estado de São Paulo terá em 2015 uma capacidade de investimento de R$ 20 bilhões por ano. São 80 bilhões em quatro anos de mandato. Você tem a possibilidade de PPP, que é a minha escolha para o trem e metrô. 

Você pode fazer 70 km de metrô, que é tudo que tem em quatro anos com recursos totalmente de PPP", disse. 

G1 – 07/08/2014

13 comentários:

Anônimo disse...

Sim , acredito em "São Pedro".

Paulo Lima disse...

É os trens regionais? Extenção da L 7 até Campinas(atendendo Louveira, Vinhedo e Valinhos)? E VLTs ao invés de mais Corredores de ônibus?

Será que está na sua pauta?

Esse cara,é unico que ainda me dar esperança para São Paulo. Agora Alckimin e Padilha?? Não a futuro com eles...

Anônimo disse...

do presidente da FIESP nao se esperaria outra coisa senao apoiar as PPPs. e digo mais, vai manter , senao aumentar, o balcao de negocios que se tornou CPTM e METRO.

Anônimo disse...

Skaf e Padilha são mais do mesmo. Não adianta se iludir, as terceirizaçoes vão continuar (a Trensurb, controladas pelos governos federal e do Rio Grande do Sul, ambos do PT, entregou todo seu parque de manutenção para CAF Brasil), as PPPs vão continuar assim como as licitações suspeitas. Para quem duvida, só procurar saber quem são os financiadores das campanhas de Alckmin, Skaf e Padilha. São as mesmas empreiteiras, multinacionais, escritórios de consultoria e lobistas.

SINFERP disse...

Todos eles, declaradamente ou não, farão balcões de negócios. Nesta altura do campeonato, resta saber se continuará sendo no estilo PSDB, onde resolvem o que fazer, como fazer, com quem fazer, enquanto nós, os pagadores dessas contas contas, ficamos a margem das discussões, das decisões e dos controles sobre essas parcerias "deles".

Lucas disse...

É engraçado que nesta época de eleição eles falam o óbvio ululante. Mas depois fica tudo na mesma.

Se o PMDB quisesse mesmo investir nos trilhos, então por que não fizeram isso no RJ? Acho pouco provável que esse sujeito faça melhor, mas pelo menos é uma opção a mais.

Enquanto isso o TCU diz que o TAV deve recomeçar do zero. E o 1bi que o governo gastou até agora? Vai para o lixo também, ou vai para o bolso dos "cumpanheiros"?

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,para-tcu-projeto-do-trem-de-alta-velocidade-tera-de-recomecar-do-zero-imp-,1540702

SINFERP disse...

Essa novidade do TAV é de matar... Interessante, no caso dos candidatos, é dele extrair propostas. Quem não tem moral para propor nada de excepcional é o PSDB, lembrando que está no comando do governo do Estado de São Paulo faz apenas 20 anos. Nesse período a CPTM até encolheu.

Paulo Lima disse...

O engraçado, que com o TAV metem na gaveta, mais a EPL que pra mim É UM CABINÂO DE EMPREGO PARA APADRINHADOS DO PT não acabam com ela, mantém na ativa como se tivesse fazendo os Estudos de vários trens balas. OBSURDO!!!!

E outra, não adianta Dilma perder, e Aecio ou Campos ganhar, se um desses dois ganhar e derrotar Dilma. Esse Projeto do TAV vai continuar no mesmo.

Paulo Lima disse...

E outra Lucas e Sinferp, se nem mesmo o TCU não falasse nada. De todo jeito os Estudos iriam voltar para o Zero. Vcs tem duvidas ainda disso? Eu não rsrsrrs. Absurdo como anda esse Projeto do TAV!!!
E outra, o Governo do Estado também está com enrrolação desse Trens Regionais. Ou seja, nem e nem outro sai!

Anônimo disse...

dizem que não podemos pensar pequeno, mas no caso do TAV acredito ser uma precipitação faze-lo. o ideal seria agora a reativação dos trens regionais. na verdade, não sei se seria até mais viavel mesmo fazer trem metropolitano, pelo menos de SP até campinas e de SP até sorocaba, mesmo que fossem extensoes operacionais. o ruim de tudo isso é saber que o nosso estado possuia uma malha ferroviaria extensa e que a mesma está jogada as moscas. pior que a estagnaçao é o retrocesso.

SINFERP disse...

Rsrsrsr Perto dos projetos faraônicos de alguns de nossos governantes, todos os demais, ainda que excelentes, parecem pequenos, Anônimo. rsrsrs Sem nem mesmo sair do papel, esse TAV custa milhões, e todos os meses. rsrsrs

Anônimo disse...

70 km? deve ser piada, político é tudo igual mesmo

SINFERP disse...

Diz que faz.