quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Alckmin recebe vaias ao visitar estação da CPTM

"Melhora a saúde e o metrô", "Diminui o preço da tarifa" e "O senhor acabou com a nossa água" foram algumas das reclamações.
São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição, recebeu vaias e xingamentos durante uma visita à Estação Palmeiras-Barra Funda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na zona oeste da capital paulista, na manhã desta terça-feira, 19. Os gritos ocorreram principalmente no fim da visita do tucano ao local, no qual vistoriou obras de acessibilidade.
As vaias se concentraram na rampa que liga a estação às imediações do Memorial da América Latina, sobre a Avenida Auro Soares de Moura Andrade. "Melhora a saúde e o metrô", "Diminui o preço da tarifa" e "O senhor acabou com a nossa água" foram algumas das reclamações dirigidas em voz alta ao tucano, que enfrenta uma crise no abastecimento hídrico da Grande São Paulo desde o início do ano. Ele sempre negou falta de investimentos no setor, que, segundo críticos, poderiam ter evitado ou amenizado a falta d'água.
Ao ser questionado pela imprensa sobre as vaias, o tucano riu e desconversou, lembrando que, a pedidos, tirou muitas fotos ao lado de passageiros da CPTM durante a rápida vistoria. Essas fotos, em que os próprios fotografados empunham o celular ou a câmera para fazer o registro, tem recebido nos últimos tempos o nome em inglês de selfie.
"Primeiro, queria destacar aqui que hoje foi o recorde de selfies, de fotografias." Em seguida, comentou sobre as vaias. "É claro, isso é normal, você deve ter pessoas de outros partidos, enfim. Mas eu não conheço ninguém que ande na rua como eu ando. Acho que sou um dos poucos candidatos que anda no meio da população. Total liberdade para as pessoas. Então, o carinho da população é o que eu quero destacar", afirmou.
Uma passageira que estava perto do tucano tentou conversar com ele sobre a falta de água em sua casa. Segundo ela, já existe racionamento onde vive. Alckmin, no entanto, não parou para conversar com a jovem - diferentemente do que fez com pessoas que o abordaram sobre outros assuntos.

Exame.com – Caio Valle – 19/08/2014

Comentário do SINFERP


Como sempre, é claro, ele desconversa. Ah, quem critica é de outro partido, é claro.

4 comentários:

Anônimo disse...

milagre que ninguem de "outro partido" tenha aparecido para jogar uma perigosa bolinha de papel.

Anônimo disse...

povo sem noção, sem inteligência como o governador acabou com a água? outra coisa a tarifa está mais do que baixa, se abaixar mais, tem que ser criados mais impostos para cobrir.

Anônimo disse...

cri, cri, cri...

Nossa, que silêncio depois do segundo comentário.

Será que todos se calaram quando um estúpido grita, e insulta, porque fica contrariado que exista o mínimo de democracia ainda.

Sim, porque se houvesse democracia lúcida, voto livre, e estrutura jurídica de fato esse governadorzinho e sua quadrilha estariam atrás das grades. A começar pelos roubos mal explicados de seus "parceiros" da iniciativa privada nos próprios trilhos da CPTM e do Metrô.

SINFERP disse...

Queríamos ver esse "candidato" tentar embarcar em um trem por volta das 18h nas estações Luz ou Braz. Aliás, apostamos que nenhum deles vai se submeter a essa aventura. rsrsrs