segunda-feira, 21 de julho de 2014

Furtos em trens e ônibus sobem quase 5 vezes na Copa em São Paulo

Alta chega a 379%; PM afirma que crescimento está ligado a turistas. Brigas também cresceram entre 12 de junho a 13 de julho na capital.

Os casos de furtos registrados dentro de trens, metrô e ônibus aumentaram quase cinco vezes durante a Copa do Mundo em São Paulo em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 2.741 boletins de ocorrência feitos na Polícia Civil entre 12 de junho e 13 de julho. A média de ocorrências foi de mais de 85 por dia no transporte coletivo. No mesmo recorte dos dois anos anteriores, o total havia sido de 572 queixas (2013) e de 654 (2012). Em comparação com 2013, o aumento na Copa em 2014 chega a 379%.

Também houve aumento de furtos e roubos a pedestres durante os 32 dias do Mundial. Paulistanos e turistas relataram à policia 13.026 casos (sendo 9.036 roubos e 3.990 furtos). O aumento foi de 58% se comparado com o mesmo período de 2013. Se a avaliação for feita com base em 2012, o crescimento é de 82%.

O levantamento exclusivo do G1 considerou todas as ocorrências registradas nos 93 distritos policiais de São Paulo. Entre os dez tipos de crimes ou incidentes mais comuns, houve crescimento em quatro e queda em seis na comparação com os anos anteriores. Além de furto no interior de transporte coletivo, e furto e roubo a transeunte, também subiram os casos de lesão corporal dolosa (briga).

Houve queda nos registros de perda/extravio de documentos, roubo de veículos, furto de veículos, colisão, ameaça e veículo localizado.

Esse aumento de algumas ocorrências não é surpresa para a PM e está relacionado à presença de turistas durante a Copa. (...) Mas a polícia também intensificou seus esforços, pondo mais policiais nas ruas para garantir a segurança da população" Benedito Roberto Meira, comandante-geral da PM no estado.

G1 já havia antecipado a tendência ao apontar o crescimento dos casos de furtos e roubos de celulares na Vila Madalena: a alta foi de 3.500% durante a Copa.

A Polícia Militar (PM) atribuiu o crescimento de furtos, roubos e brigas durante a Copa à presença maciça de turistas brasileiros e estrangeiros na capital, que atraiu também criminosos locais e até de outros países.

“Esse aumento de algumas ocorrências não é surpresa para a PM e está relacionado à presença de turistas durante a Copa”, disse o coronel Benedito Roberto Meira, comandante-geral da PM no estado de São Paulo.

Levantamento da SPTuris, da Prefeitura de São Paulo, mostra que mais de 540 mil turistas passaram pela cidade durante a Copa. Desse total, 220 mil foram estrangeiros.

“A polícia também intensificou seus esforços, pondo mais policiais nas ruas para garantir a segurança da população”, afirmou Meira.

De acordo com a PM, a corporação esperava pela mudança de comportamento criminoso devido à presença de turistas. Por isso, foi criado o Comando de Policiamento Copa (CPCopa), com mais de 4 mil policiais que prenderam 153 pessoas suspeitas de crimes, entre 18 de maio, data da sua criação, até esta sexta-feira (18), quando encerrou os trabalhos.

“Nesta Copa, os criminosos também apareceram devido a grande quantidade de pessoas que vieram visitar São Paulo”, disse o coronel Wagner Tardelli, comandante do CPCopa. “Inclusive criminosos estrangeiros, principalmente latino-americanos, que vieram para cá e acabaram presos”.


G1 – Kleber Tomaz e Paulo Toledo Piza - 21/07/2014

Nenhum comentário: