sexta-feira, 27 de junho de 2014

Metroviários de SP marcam protesto por readmissão de funcionários dispensados durante greve

Sindicato está organizando vaquinha para pagar salários de 42 trabalhadores dispensados.
Em assembleia na noite desta quarta-feira (25), os metroviários de São Paulo decidiram dar início a uma série de atividades com foco na readmissão dos 42 trabalhadores demitidos por justa causa durante a greve, no começo deste mês. Entre as principais ações, está a arrecadação de dinheiro, já que as contas do sindicato da categoria foram bloqueadas pela Justiça.
Os metroviários também marcaram um protesto para as 9h do dia 3 de julho, no largo da Batata, zona oeste da capital. Eles terão apoio do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), grupo que tem levado milhares de pessoas às ruas de São Paulo nas últimas semanas. Um segundo ato está previsto para acontecer à noite, no largo do São Francisco, no centro, mas o sindicato não tem detalhes de como ele será organizado.
Na sexta-feira (27), o Sindicato dos Metroviários vai divulgar uma carta aberta à população explicando as demissões e com o número de uma conta que está recebendo as doações. Segundo a entidade, esse dinheiro vai ser usado para pagar os salários dos 42 funcionários enquanto os desligamentos não são revistos.
Durante a greve, o Metrô se comprometeu a reavaliar individualmente os desligamentos, permitindo que os trabalhadores prejudicados se defendam. Entre os demitidos estão 11 membros da direção do sindicato.
A paralisação foi considerada abusiva pela Justiça no último dia 8 e foi fixada uma multa de R$ 400 mil ao sindicato. Como os trabalhadores não retornaram, o Judiciário determinou mais uma multa de R$ 500 mil por dia parado. Na segunda-feira, seguinte eles decidiram voltar às atividades. Mesmo assim, o desembargador Rafael Pugliese pediu o bloqueio das contas do sindicato, para garantir a quitação do valor, que será destinado ao Hospital do Câncer A.C. Camargo.

R7 – 26/06/2014

4 comentários:

Paulo Lima disse...

Tem que marcar protesto, pelo motivo da ideia desse governo de querer por câmeras nas Cabines dos trens só para vigiar os trabalhadores, tem pessoas que acham isso justo, eu não acho! Porque não colocam câmeras onde ficam os passageiros, para coibir Abusadores, Estupradores, assaltantes , batedores de carteiras que agem dentro dos trens, Irmãos que ficam pregando em vós alta, ambulantes ilegais(entendo que eles precisam trabalhar, mais não dentro dos trens, pode ser em outro lugar para ganhar seu "ganha pão)e até passageiro folgado que senta em lugar preferencial e quando ver uam Senhora finge que dorme. Nisso a CPTM não tem dinheiro para por Câmeras onde mais precisa??? Dai vão dizer que não pode vigiar a privacidade dos passageiros e bla bla bla.... Mais para vigiar os Trabalhadores humildes e sofredores, eles tem grana de sobra!!!!! Já sei porque, o Governo está com "raivinha" dos dos Funcionários só porque fez greve(todo trabalhador tem direito) dai eles de tão "tristinhos e magoadinhos" vão vingar em por câmeras para ver se todos estão "trabalhando direitinho", Ohhhh, grande coisa deles!!!! Ahh ta!!! Me conte outra Governo!! Isso é para vingar da Greve e quererem mostrar "poder e arrogância" diante os "fracos humildes que sempre batalham".

SINFERP disse...

Sim, Paulo, vingança pela greve. Na CPTM "listinha" de demitidos, dentre os que se posicionaram contra a posição antigreve de três sindicatos de ferroviários. Existem câmeras nas composições e nas estações tanto da CPTM quanto do Metrô. Para que servem? - poderá você perguntar. Para identificar "abusados", mas a posteriori, e mesmo assim quando se dão ao luxo de fazer isso. Ninguém monitora aquilo em tempo real e, quando monitora, apenas para "pegar" ferroviários e metroviários. É a "cultura" de segurança do governo do Estado de São Paulo, reproduzida cegamente pelos gestores de ambas estatais.

Paulo Lima disse...

E outra, temos que tomar muito cuidado com essas Câmeras da Rede Globo, para não filmar o rosto de cada um e depois entregar para os Governos "amiguinhos" deles. Cuidado com essas Mídias que podem entregar cada um que participou da Greve.
E o Governo, como sempre vai se mostrar "Arrogante" diante dos Lutadores pelos seus direitos, colocando Câmeras dentro das Cabines e pedir as Imagens da Rede Globo para por nas "listas negras" quem participou da Greve. Essas cameras de reportagem dessas "Mídias Nojentas ligada ao Governo" podem ser uma armadilha. É mais um alerta que dou para vocês do Sindicatos.

SINFERP disse...

Na CPTM, onde neste ano os três sindicatos pelegos manobraram até onde possível para evitar greve, está correndo "listinha" para demitir ferroviários que se colocaram contra o peleguismo dos sindicatos.