domingo, 29 de junho de 2014

Estação ferroviária de Marília (SP) está abandonada há mais de 10 anos

Vereador fez requerimento solicitando a revitalização do local.  Prefeitura afirma que há estudo para instalação de um centro cultural.

Os trilhos por onde décadas circularam trens de passageiros e carga hoje são cercados de abandono em Marília (SP). A antiga estação ferroviária que poderia dar virar patrimônio histórico está abandonada há 14 anos desde que o local deixou de ser administrado pela América Latina Logística (ALL).

O lixo e entulho estão jogados para todo lado, assim como os indícios de que moradores de rua buscam abrigo no local. O desperdício de área pública incomoda quem passa pela estação e um vereador fez um requerimento à prefeitura solicitando a revitalização da estação.

“Nós pedimos para que o setor público tome uma providência já que, além de deixar a cidade feia, a antiga estação ferroviária tem sido um abrigo para consumo de drogas, pequenos furtos e causa uma insegurança grande na população”, alega o vereador Silvio Harada.

Para a Polícia Militar, apesar da necessidade de revitalização da área, o espaço deixou de ser um problema de segurança. “A Polícia Militar mantém o patrulhamento diário no local por conta do fluxo de pessoa. No entanto, neste ano, somente um caso de furto foi registrado”, afirma a capitã da PM, Meire Andréia de Moraes.

Em nota, a prefeitura de Marília informa que existe um estudo técnico para instalar um centro cultural na estação. Sobre a questão de moradores de rua no local, a Secretaria Municipal de Assistência Social informou que vem encaminhando diariamente pessoas que precisam de serviços de acolhimento e que desconhece que elas durmam no local.


G1 - 26/06/2014

2 comentários:

Paulo Lima disse...

Só de Marília??? Aqui no interior de São Paulo, está cheias de Estações Abandonadas, e nem mesmo pertencendo a ALL, está a "Deus dará". É uma triste realidade que vemos no nosso País,o desprezo pelas nossas ferrovias, que já teve seu grande valor no passado.
O menos mal, que algumas das Estações foram passadas para Municípios, para que se torne Secretarias de Prefeituras, Base de Guardas Municipais e Centro Culturais. Pelo menos mantém as Estações. Agora se deixar na mão da ALL, MRS e FCA, nem se fale.... vão ficarem tudo largadas em ruínas. A não ser se deixam Famílias morando nelas(principalmente pessoas onde não tem onde morar).
Na verdade Sinferp, o nosso Sonho que vai ser impossível, é a volta dos Trens de passageiros. Mais não, o Governo e até alguns Ferrofãs preferem esperar que ainda um dia saia do papel o Trem-Bala e Trens Regionais. Fazer o quê, né.... triste.

SINFERP disse...

Em um desses ridículos encontros da Frente Parlamentar em Defesa da Malha Ferroviária Paulista (como se ainda existisse tal malha), o presidente da ALL lembrou, e com razão, que por contrato a empresa assume responsabilidade pelo patrimônio operacional. O não-operacional está (ou deveria estar) sob responsabilidade do governo federal.