segunda-feira, 12 de maio de 2014

Primeira estação do VLT em MT deve ser finalizada no próximo mês

Outras 32 estações devem ser entregues apenas no fim do ano. Para esse projeto foi destinado o valor de R$ 1,4 bilhão.

A primeira estação de embarque e desembarque do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) deve ficar pronta até junho deste ano. A obra é realizada em frente ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, e está com a fundação pronta. Agora, está sendo feita a drenagem e colocação da estrutura metálica de cobertura do local. Essa estação deve ter 65 metros de comprimento por 19 de largura. O projeto prevê também a implantação de bilheteria, catraca, sanitários, lixeiras, assentos e piso tátil para locomoção de cegos.

De acordo com o André Bento, arquiteto de tráfego do VLT, essa obra deve ser diferente das demais. “Nesse caso, a estação do aeroporto é acoplada à área de embarque do próprio aeroporto, então o viário passará ao lado, ou seja, eliminamos o conflito entre veículos e pedestres. Assim que as pessoas descerem no terminal de ônibus elas poderão acessar a estação de trens do VLT sem ter a interferência dos veículos”, esclareceu o arquiteto.

No entanto, o contrato assinado com o consórcio de empreiteiras responsáveis prevê a construção de 33 estações, que devem ficar prontas somente no fim do segundo semestre deste ano. “Tem que ficar pronta pelo menos as avenidas. Se concertarem e deixar do jeito que estava antes já está bom demais”, reclamou o comerciante Alberto lopes.

Nas obras da estação do Porto, na capital, que começaram há cerca de um mês, foi feito o estacamento e começa a parte de complementação na estrutura das baias, onde será realizada a  pavimentação do terminal. Essa estação deve ficar pronta junto com as demais, também no fim de 2014.

No eixo de 15 quilômetros, entre o aeroporto e a região do Centro Político Administrativo (CPA),  em Cuiabá, a linha 1 do transporte deverá contar com 22 estações de embarque e desembarque. E a linha 2 com mais 11 estações. Além de 4 terminais intermodais para o acesso entre ônibus e VLT. Para a construção das estações foi destinado um valor de R$ 1,4 bilhão.

G1 – 12/05/2014

2 comentários:

Wellington Diego disse...

Sindicato, poderia me passar o e-mail de vocês, por favor?Grato!

SINFERP disse...

Claro que sim, Wellington: sao.paulo.trem.jeito@gmail.com