domingo, 18 de maio de 2014

Lula diz ser 'babaquice' querer que o torcedor chegue de metrô ao estádio

foto Ricardo Estuckert
Durante palestra em São Paulo, ex-presidente disse que o torcedor brasileiro vai até descalço aos jogos.

SÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira ser "babaquice" a ideia de oferecer condições para que os torcedores cheguem de metrô aos estádios que vão sediar os jogos da Copa do Mundo. Durante palestra a blogueiros em São Paulo, Lula disse que o brasileiro vai até descalço ver as partidas.

"Nós nunca reclamamos de ir a pé (ao estádio). Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado? Ah não, porque agora tem de ter metrô até dentro do estádio. Que babaquice que é essa?", disse Lula.
O ex-presidente comentou ainda que o País tem de dar "garantia para esse povo assistir aos jogos, comer nossa comida, uma boa comida mineira, baiana, paraense, paulista. É disso que nós temos de ter orgulho. Eles vão ver esse povo andando na rua alegre, não é aquele povo sisudo".
O ex-presidente, no entanto, afirmou que não vai assistir os jogos da Copa nos estádios. "Eu já tomei a decisão de não ver nenhum jogo (no estádio). Vou ver em casa, né? Porque já que não pode entrar bebida (nos estádios), em casa vou tomar uma cervejinha e ninguém pode reclamar." Lula cometeu um equívoco nesta afirmação, já que bebidas alcoólicas foram liberadas dentro dos estádios durante a Copa da Fifa.
Dizendo-se orgulhoso pela conquista do direito de sediar a Copa do Mundo e a Olimpíada, Lula afirmou que não pensou em dinheiro quando optou por concorrer a ser país-sede dos eventos esportivos. "Quando eu pensei isso, não pensei em dinheiro, se vai entrar R$ 30 bilhões, R$ 40 bilhões. Eu não pensei nisso."
O ex-presidente afirmou que não se preocupa com a possibilidade de serem mostradas nas TVs internacionais imagens de barracos e mendigos dormindo nas ruas do Brasil. "Não tenho preocupação nenhuma que mostrem barracos. Podem mostrar quantos barracos quiserem. Não tem de tirar ninguém da rua", disse. "Se tiver 'nego' dormindo na rua tem de deixar na rua. Ele é brasileiro igual nós. Se ele tem problema, temos de tentar resolver o problema, mas esconder pobre está fora de qualquer cogitação", completou.
De bom humor, Lula disse também que não tem receio sobre a realização da Copa do Mundo. "Do que eu tenho medo? Eu tenho medo de acontecer o que aconteceu com o Uruguai aqui em 1950", ironizou. Naquele ano, o Brasil sediava a Copa do Mundo e perdeu na final para a seleção uruguaia, no episódio que ficou marcado como a maior tragédia do futebol brasileiro, o Maracanazo.
Ainda usando de ironia, Lula comentou que achou "fantástico" saber que a presidente Dilma Rousseff está juntando figurinhas para o álbum da Copa. "Agora só falta alguém ensinar a Dilma a bater bafo". 

O Estado de São Paulo – Ricardo Galhardo - 16/05/2014

Comentários do Sinferp


O “legado” da Copa, portanto, serão os estádios?

9 comentários:

Anônimo disse...

o lula quis dizer algo "certo", mas do modo errado. realmente tambem acho que nao se deve construir uma linha de metro, trem, vlt, brt ou velotrol só pra deixar o gringo na porta do estadio e depois da copa ser uma linha morta. contudo, dizer "babaquice", ou que o povo brasileiro vai pro estadio ate descalço ou de jumento, foi um equivoco muito grande, pois dá entender que o povo q se lasque. se for feita uma infraestrutura para copa do mundo, mas q depois essa estrutura será muito util para a populaçao, otimo. se for só pra copa do mudno, q nao seja feita.

Lucas disse...

Esse sujeito e o PT não gostam de trens. A época da eleição para prefeito em Taubaté, ele disse que "não tem sentido uma cidade crescer e ter uma linha de trem atrapalhando o trânsito". Felizmente perderam a eleição.
http://youtu.be/mh2tUGJAspE?t=4m41s

O PT e Lula só pensam NELES e nos acordos com os companheiros. Em São José dos Campos estão usando a desculpa de construir casas para o povo para, então, dilapidar o patrimônio ferroviário.
http://www.ovale.com.br/area-da-rede-vai-abrigar-casas-1.527469

Não acredito mais em PT nem PSDB, são farinha do mesmo saco.

SINFERP disse...

A história tem demonstrado que, por onde circula um trem (de passageiros), em pouco tempo se forma em torno dele um núcleo, e em seguida uma cidade. Isso acontece porque, com ele, a questão do transporte já está resolvida. Com esse entendimento, dizemos que Lula disse besteira, pois estádio é "circo", enquanto linhas de trens e de metrôs são legados sociais de imensa importância na vida de todos nós. De fato, as administrações petistas não têm demonstrado interesse nos trilhos e, a julgar pelo que temos observado nas administrações tucanas, não vão muito além dos trilhos que herdaram (ou que simplesmente não erradicaram).

Euripedes disse...

Desde a época do presidente Juscelino, nunca existiu governo algum nesse pais que tenha levado a sério o problema das ferrovias. Vieram os militares, PSDB, PT e nenhum se importou bulhufas em implantar de maneira séria um plano de modernização e expansão de nossas ferrovias. Pior: vai continuar assim. O pronunciamento de Lula apenas reflete o pensamento de nossos atuais políticos sobre o assunto ferrovias. A própria opinião publica não é nada amigável com as ferrovias: a maioria das cidades querem ver as linhas fora do perímetro urbano. Mas só para o SINFERP lembrar: foi graças a uma atuação política desastrada de um famoso sindicato dos ferroviários de São Paulo, que a Companhia Paulista de Estradas de Ferro foi estatizada pelo governo de Carvalho Pinto. A partir daí, a empresa literalmente "foi para o brejo".

SINFERP disse...

Eurípedes, sem defender este ou aquele sindicato, e que certamente faz parte da história das ferrovias em seus acertos e erros, eles, sindicatos, ficam no meio dos jogos políticos marcados por interesses econômicos. Não dá para ser diferente. Porém, não determinam, não ditam os acontecimentos. No que diz respeito às ferrovias paulistas, e falando em passado não tão distante, somos obrigados a reconhecer que lampejos de vigor ocorreram no governo Quércia. O imenso buraco começou com o governo Fleury.

Anônimo disse...

Temos que dizer ao ex-presidente "molusco" que quando uma mega-metrópole começa a parar devido ao trânsito , pessoas ou melhor dizendo "sardinhas" ou "bonecos" simplesmente "intuchados" dentro de um "paralelepípedo" sobre rodas de borracha ou de metal é porque esta entrando em falência social e fatalmente econômica.....Espero que São Paulo não seja a primeira , mas enfim , caminhamos aos passos largos...........Vejam!!!! SP cidade padrão FIFA .....Tudo para e nada funciona !!!!!

SINFERP disse...

A preocupação maior, e não apenas em São Paulo, é a entrega dos estádios (arenas?. Correram, também, na entrega dos aeroportos, mas parece que tudo vai ficar por ai.

Paulo Lima disse...

Me revolta!!!! Nem sei o que falar, sabe. Sem comentários. Isso é a prova que o Governo ainda continua nao gostando de transporte ferroviário.
Afinal: Até quando os Politicos vao parar de pensar só em rodoviarismo??/

Revolta!! viu..... dar uma ravia tão grande, que nem sei mais o que falar desse SUJEITO SAFADO!!!

SINFERP disse...

Agora não é nem mesmo rodoviarismo, mas "arenismo", pois o que interessa é ter estádios, também chamados de arenas.