segunda-feira, 14 de abril de 2014

Moradores do Grajaú (SP) questionam término de expansão da CPTM

Casas ainda não foram desapropriadas e moradores não têm informações. Linha deve chegar à região em março de 2015.

 Os moradores do Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, desconfiam que a extensão da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) não ficará pronta até 2015, como prometido pelo governo estadual. Segundo eles, não há avanços nas obras nem informações sobre quando casas serão desapropriadas.

A parceira do SP no Grajaú, Elisângela Ramalho, mostrou em reportagem no SPTV desta segunda-feira (14) a indignação dos moradores. "Vieram aqui, remarcaram as casas e não voltaram mais para dar decisão nenhuma", conta o motorista de caminhão Anderson dos Santos, sobre as áreas que deveriam ser desapropriadas.

A obra começou em setembro, mas os espaços em que a linha deve passar acumulam entulho e mato. Os moradores do entorno e dos terrenos que deveriam ser desocupados não recebem informações. "Sei que vai ter um trem e que a gente vai sair porque a minha vizinha pediu um telefone e falaram para ela que não vão colocar mais porque a área está interditada", afirma a dona de casa Edilene Alves da Silva.

Algumas casas que foram desapropriadas não foram demolidas e moradores de rua passaram a ocupar as estruturas.

A expansão da linha deve chegar à região em março de 2015, segundo a CPTM. A pasta afirma que a obra está dentro do prazo e que a área foi ocupada irregularmente. 408 famílias foram cadastradas e vão ser indenizadas ou encaminhadas a programa habitacional. A CPTM afirma ainda que 100 famílias estão em negociação.


G1 – 14/04/2014

2 comentários:

Paulo Lima disse...

Agora que estou mais preocupado. Porque aqui em Campinas, estamos lutando para extenção dos Serviços Metropolitanos da CPTM, da linha 7 Rubi ir até Campias, parando por Louveira, Vinhedo e Valinhos(esse trem nao serve para ligar SP a Campinas, mais para integrar a Região serviria bem ), e já que o Governo é "ruim" de estender a linhas na própria Região de São Paulo, imagine para estender fora da Região de São Paulo e fora de Jundiaí?? Nem quero pensar... rsrsrs

SINFERP disse...

Ah, já tem até candidato de sua região pedindo apoio do Sinferp. Em período de eleição, o que aparece de amante de ferrovias e amigos de ferroviários não está escrito. Por que será, hein? rsrsrs