segunda-feira, 17 de março de 2014

Prefeito de Osasco (SP) quer VLT ligando terminal de ônibus à Rodovia Raposo Tavares

O prefeito da cidade de Osasco Jorge Lapas apresentou um projeto de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ao presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano), Joaquim Lopes, durante reunião na última segunda-feira, na sede da empresa estadual. A nova linha ligaria o futuro terminal urbano do Km 21 à rodovia Raposo Tavares, correndo pelas marginais do Rodoanel, entre Osasco e Carapicuíba.

O prefeito ainda cobrou a licitação para as obras do futuro terminal, que estava prevista para fevereiro e ainda não aconteceu: “Nossa preocupação principal é com a licitação desse terminal, porque para nós ele é muito importante. Irá rearticular o sistema de transporte coletivo de Osasco, abrindo possibilidades para novas linhas de ônibus entre esse terminal e a zona Norte da cidade. A publicação da licitação da obra era prevista para o mês de fevereiro e não foi feita, precisamos saber como está o andamento”, disse Lapas, durante o encontro.

Em resposta, Joaquim Lopes afirmou que a documentação do processo já está regularizada e que a abertura da licitação do terminal deve acontecer ainda este mês.

O novo terminal vai ajudar os sistemas de transportes coletivos municipais da cidade, além do município de Carapicuíba, e ainda as linhas intermunicipais de toda a região Oeste e da Capital: “Temos urgência na construção desse terminal, porque atenderá a região mais populosa de nossa cidade. Podemos levar diretamente para esse terminal linhas dos bairros Padroeira, Veloso, Santo Antônio, Conceição e de toda essa região, que seria articulada com o sistema ferroviário”, completou.

A construção do terminal faz parte do projeto do corredor viário que vai ligar a cidade de Itapevi ao bairro do Butantã, na Capital, passando ainda por Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco. Ele será integrado à General Miguel Costa, da CPTM (Companhia Paulista de Trem Metropolitano).

Sobre o VLT, a Prefeitura de Osasco diz que o projeto, embora tenha licitação a cargo do Estado, será executado com recurso do governo federal, por meio do PAC Mobilidade.


Via Trolebus – Renato Lobo – 13/03/2014

Nenhum comentário: