quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Passageiro cochila e tem bolsa furtada no metrô do Recife (PE)

Vítima contou que voltava de festa e dormiu em banco da estação Aeroporto. Crime ocorreu domingo (13); imagens foram divulgadas nesta quarta (16).

Câmeras de segurança do Metrô do Recife (Metrorec) flagraram o momento em que um universitário de 23 anos tem a bolsa furtada enquanto cochila em um banco da estação Aeroporto, na Zona Sul da capital. O crime ocorreu domingo (13), mas o vídeo só foi enviado à Delegacia de Boa Viagem, que investiga caso, nesta quarta-feira (16). Quem tiver informações sobre o suspeito pode ajudar a polícia ligando para o Disque-Denúncia (81) 3421-9595.

O jovem, que prefere não ter o nome divulgado, contou ao G1 que voltava de uma festa e estava cansado. Ele embarcou na estação por volta das 5h. "Eu deitei no banco para esperar o metrô e caí no sono. Um vigilante veio até me acordar, dizendo para eu 'me ligar', que eu estava dando bobeira e podia ser furtado, mas cochilei de novo", disse.

Por volta das 5h30, a imagem mostra um homem se aproximando do estudante e observando o movimento na estação. O suspeito senta no mesmo banco e furta a bolsa da vítima, que acorda em seguida. "Eu acordei porque senti algo mexendo em mim. Olhei logo ao redor do banco, para ver se tinha caído por ali, bem na hora que chega o metrô que o ladrão entra", relatou.

A bolsa continha uma câmera digital semi-profissional, no valor estimado em R$ 1.400. "O pior foi perder as fotos da festa", lamentou o universitário. O suspeito do crime desembarcou cinco estações depois, no Largo da Paz, em Afogados, Zona Oeste da capital. O estudante registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Boa Viagem.

O delegado Erivaldo Guerra recebeu as imagens cedidas pelo Metrô do Recife na manhã desta quarta (16). O vídeo foi editado pelo próprio Metrorec, que ainda acrescentou legendas. O delegado concordou que o material fosse divulgado para ajudar na identificação e prisão do suspeito. Denúncias também podem ser feitas à Delegacia de Boa Viagem pelo telefone (81) 3184-3322.

O Metrorec informou que, como os seguranças da estação não têm poder de polícia nem portam armas, apenas faz o monitoramento dos casos e encaminha as imagens para a delegacia da região.

G1 – 16/10/2013

Comentário do SINFERP


Parece a CPTM. Se a segurança faz apenas o monitoramento para depois encaminhar imagens para a delegacia, para que serve a segurança?  Certeza, porém, de que se no lugar de ter sido furtado, o usuário tivesse cometido alguma infração contra o patrimônio da Metrorec, a atitude teria sido outra. Com na CPTM transfere-se ao usuário o papel de identificar suspeitos e formular denúncias junto à delegacia de polícia. Resumindo: o usuário está por conta e risco. Quando vai acabar essa visão de defesa meramente patrimonial das operadoras, e substituída por outra, na qual a integridade do usuário seja a preocupação maior de suas atenções? 

2 comentários:

Anônimo disse...

O "estudante" estava provavelmente sob efeito de bebidas alcoólicas, vacilando por lá e a culpa é da empresa? Onde estava a "babá" dele que o deixou lá na estação? Segurança não é onipresente e não deve responsável por coisas assim. E olhe que há uma "filtragem" de indivíduos com a cobrança de passagem. Imagine a farra que seria com esse tal do "passe livre"? Tsc, tsc, tsc

SINFERP disse...

Vamos discutir isso no plano jurídico. Sabia que QUALQUER COISA que aconteça a um passageiro, a partir do momento que entra em uma estação, até sair na de destino, é de RESPONSABILIDADE OBJETIVA da operadora? Como vê, portanto, a sua defesa da operadora não tem respaldo em nenhuma legalidade, que não seja a ironia. Afinal, se o usuário passou pela "filtragem", a julgar pelos seus argumentos, a tal "filtragem" não funcionou.