domingo, 27 de outubro de 2013

Justiça suspende implantação de monotrilho em Manaus (AM)

A decisão está sujeita a recurso e o processo aguarda defesa dos envolvidos e, ainda, manifestação do Município. 

Um dos pontos citados foi referente à possibilidade de haver danos às edificações do Centro Histórico de Manaus.

O Juízo da 3ª Vara da Seção Judiciária do Amazonas decidiu pela suspensão do contrato e repasse de verbas pertinentes à implantação do monotrilho na cidade de Manaus, bem como qualquer ato tendente a executar o referido projeto. A decisão foi divulgada à imprensa nesta terça-feira (22). As partes envolvidas ainda podem recorrer.
O Juiz Federal Rafael Leite Paulo entendeu que as irregularidades constatadas no projeto do empreendimento em questão não foram sanadas, violando claramente a Lei de Licitações, a Constituição Federal e os princípios de orientam a atuação da Administração.
A decisão refere-se a uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal contra a Caixa Econômica Federal, União, Estado do Amazonas e Consórcio Monotrilho Manaus, que visa apurar as irregularidades constatadas no projeto básico da obra do monotrilho de Manaus.
Impactos

Segundo nota divulgada, além das irregularidades, verificou que a “implantação do modal provocaria impactos sobre o patrimônio cultural da cidade, que merece ser preservado em respeito à ordem urbanística e ao patrimônio paisagístico e histórico. Assim, pela urgência exigida diante da dimensão da obra, da repercussão financeira em consequência da quantidade expressiva de recursos envolvidos e, ainda, da irreversibilidade dos danos que podem ser causados às edificações do Centro Histórico de Manaus, o Magistrado deferiu o pedido do MPF, determinando a suspensão da obra do monotrilho na capital”.

Promessas

Vendido em 2009 pelo então governador Eduardo Braga (PMDB) como um dos projetos carro-chefe para que Manaus figurasse como subsede da Copa, o monotrilho deveria entrar em operação em dezembro deste ano. A obra, tachada por opositores como o ex-prefeito Amazonino Mendes (PDT) de “inexequível”, previa a construção de uma linha partindo da Zona Norte ao Centro de Manaus.

O BRT, proposta defendida pelo ex-prefeito Amazonino Mendes, previa a construção de corredores exclusivos para ônibus que ligaria a Zona Leste ao Centro de Manaus. Segundo a Matriz de Responsabilidades para a Copa 2014, as obras do BRT deveriam ter iniciado em dezembro de 2011, e concluídas em março de 2014. O custo do projeto aos cofres públicos foi estimado em R$ 260 milhões.
A Crítica – 22/10/2013

Comentário do SINFERP


Qual projeto custou tudo isso aos cofres públicos? O do monotrilho ou o do BRT? Não resta dúvida de que o patrimônio paisagístico e histórico de qualquer cidade deve ser preservado. Vamos ver qual será o impacto paisagístico do monotrilho de São Paulo, por exemplo, que nem mesmo entrou no palco das discussões. A lamentar o VLT não ter entrado na pauta das possibilidades de Manaus, como alternativa ao BRT, lembrando que aquela capital já teve bondes. Essa seria a solução ecológica, e sem impacto paisagístico e histórico. Como ocupa espaço na superfície, onde compete com BRT, fala mais alto o interesse dos empresários de ônibus. 

10 comentários:

Paulo Humberto disse...

Isso mostra que mais uma promessa Politiqueira mentiros não sairá do Papel, acho que já passou-se da hora do Governo admitir que terá que engavetar o Projeto, por falta de competência, além de falta de verba, projetos levados a sério e outras questões que trava um Sonho fantasiado. Ou seja, pode ser que um dia saia, acredito que até 2016 ainda não veremos nada de obras. Ou seja, essa história do Monotrilho de Manaus está parecida com a História do VLT de Santos. Ou seja, depois de 20 anos após a anúncio, que sairá do Papel. Acredito que Manaus pode sim ter o Monotrilho, acho que só daqui uns 5, ou até 10 anos que vai começar as obras.
Sobre o BRT de Manaus, acho bom que não saia mesmo do Papel. Primeiro o governo TEM QUE TOMAR VERGONHA NA CARA de e parar de ficar comprando os carros do BRT antes do Projeto do Corredor(aconteceu mesma coisa aqui em Campinas) iniciar e parar de usar esses carros carros só para fazer Campanha eleitoral. Aqui em Campinas ano passado , o Ex-Prefeito Serafim do PDT, comprou uns 15 carros do Sistema de BRT, para dizer que Campinas tem BRT, sendo que nem Projeto do Corredor foi licitado e outra, esses carros não são feitos para pegar Avenidas congestionadas no meio dos Carros de passeio. É um absurdo!! Me revolta as vezes!! Imagino que ano passado em época de eleiçao para Prefeitos, o Prefeito e Ex-Prefeito(ahh, seu lá..) comprou uns 10 carros de BRT da CAIO Volvo, só para fazer Campanha sendo que nem corredor para ele Projeto tem.
E outra, acho que nem Monotrilho(gosto até desse projeto, realmente fica caro mesmo) e nem BRT Manaus deveria ter. Acho que deveriam restudar a possibilidade re mudar o modal de transporte para Manaus. Ou seja, voltar a discursão para implantação de um VLT circulando pelo Centro de Manaus(apesar que Manaus já teve Bondes) e acredito que vai até ajudar a revitalizar o Centro Antigo de Manaus. E nos Eixos Sul e Norte da Ciade, implante um Sistema de VLP(VLT sobre pneus, diferente de um BRT)ou um VLT mesmo. Nesse modal que defendo muito para Manaus.

SINFERP disse...

O problema, Paulo Humberto, é que os interesses econômicos falam mais alto. Com a dinheirama da Copa, então, nem se fala. Mesmo com pista segregada, BRTs sempre terão que enfrentar um problema: 1) não circulam com possibilidade de atender ao critério de intervalos regulares; 2) como o embarque e desembarque é feito veículo a veículo, em certos horários será inevitável a formação de "trens" de BRTs, esperando pelo embarque e desembarque do anterior para que os "da fila" possam fazer o mesmo.

Paulo Humberto disse...

Sim... parece que o Projeto do BRT de Manaus já "miou". Agora falam em BRS, ou seja, um Projeto ATRASADO dos anos 70 de Corredor Simples de ônibus. Dai pergunto a Voçe? Não é de revoltar mesmo?? Por isso que toda Populaçao de Manaus, tem que pedir e protestar em favor de um VLT na Cidade (o Povo nem sabe o que é VLT, lembrei) e reelembrar que Manaus já teve Bondes no passado e muita gente já esqueceu disso.
No caso do Monotrilho, as coisas estão meio andando, mais meio parado. Ou seja, todo ano adia o início das obras, ou seja, vai ser a História igual do VLT da Baixada Santista, início das obras após 20 anos do Anúncio.

SINFERP disse...

De fato, as pessoas desconhecem VLT, e nisso reside o maior dos problemas. Participando de um evento, sugerimos à indústria ferroviária que expusesse o protótipo de um deles em lugar público de São Paulo. Preferiram fazer tal exposição em uma feira de trens. Resumo: mostram o VLT para quem já sabe o que é VLT.

Lucas disse...

Paulo Humberto, aqui em São José dos Campos-SP também tá complicado.
Organizaram um seminário com "gurus" em Mobilidade Urbana que iriam propor soluções para o trânsito, e conclamaram o povo a ir. Só que a palestra tinha tour pela cidade com ônibus articulado do BRT, gente criticando a adoção de VLT e outras ecochatices. Ou seja, proselitismo contra o projeto de VLT em SJCampos.
Mas o povo não é bobo. já estão desconfiando da mídia e de supostos especialistas.

SINFERP disse...

Enquanto isso, Lucas, acabamos de retornar de audiência pública na Câmara Municipal de Osasco, onde nós e Peter Alouche falamos de VLT.

Paulo Humberto disse...

Olá Lucas. Beleza!

Então Lucas, sabe o que é isso. Isso é tudo comprado por Empresas de ônibus que são um Monopólio da Cidade e MAFIOSA da Região. Ou seja, é uma das mais fianciadoras das Campanhas para Prefeito da Cidade(muita gente ainda nao sabe disso..). E pode desconfiar Lucas, que isso é tudo MASSA DE MANOBRA COMPRADA pelos Empresários de ônibus, para que lutem contra o VLT só porque vai afetar a Empresa deles, e eles estão fazendo ESSES BANDOS DE IGNORANTES irem lutar a favor do BRT. Ou seja Lucas. CUIDADO!! Quando o Projeto do VLT começar a ser adiado longos meses, e demoram muito. Se prepare para má notícia! Vão anunciar depois o BRT. Alegando-se que é mais barato para implantar, rápido e que o VLT é muito caro(já ouvir diversas vezes essa justificativa que nao me convence). Então a Voçe e a outra MINORIA da Populaçao que tem conhecimento em transporte, tem que protestar em favor do VLT e convencer o Prefeito que o VLT é a Solução para Longo prazo para Cidade. O Prefeito pode até está com a ideia do VLT, mais a preocupação e que o mesmo pode uma hora mudar de ideia. Falo isso porque já teve Cidades qua já fizerem isso, tinha até prontos em mão todo Projeto do VLT, e derrepente troca de adiministração e mudam para o BRT. Veja o ABSURDO de Exemplo que Caruaru-PE fez.
Por isso que queria muito que o SINFERP, fosse com a Comitiva para São José dos Campos. Para continuar a convencer o Prefeito e Vereadores(alguns, nem todos ficam convencido. Sempre vai ter algum em favor do BRT) da importância do VLT para Cidade, e depois fazer Palestras na Cidade(Faculdade, Sindicatos e até na Câmara Municipal de São José dos Campos e Jacareí(nu futuro o VLT pode ser prolongado até Jacareí) mostrar a importancia do VLT e mostrar Exemplos de Cidades que mudaram ecologicamente, a rotina, até alto-estima da Região e o Comércio ganhou mais(o mesmo que antes reclamava do Transtorno da Obra).
Por isso que estou na gonia a na grande torcida que o VLT de Cuiabá-MT e Baixada Santista-SP.Fiquem prontos logo, para serem Cidades Exemplares do Brasil e incentivar outras o uso do VLT.

Abraços Lucas e o Pessoal do SINFERP.

SINFERP disse...

Teremos prazer em participar das discussões em São José dos Campos, como fizemos ontem, em Osasco.

Lucas disse...

Valeu, Paulo Humberto.
Embora a consulta pública tenha terminado, vou tentar entrar em contato com a Prefeitura ou o PT para sugerir que o SINFERP faça uma palestra.
Mas, como eu disse: "o povo não é bobo". Depois que um leitor questionou se havia lobby de empresas de ônibus por detrás das matérias tendenciosas do jornal local "O Vale", eles pararam com as críticas ao VLT (nem tocam mais no assunto).
Ouras pessoas já entendem que o BRT NÃO SERVE, pois a cidade não possui avenidas suficientemente largas para o modal.
Estamos evoluindo. Felizmente, hoje em dia, existe INTERNET. Fica mais fácil desmascarar essa gente má intencionada.

Abraço.

SINFERP disse...

Pode contar conosco, Lucas, se julgar que podemos ser de alguma ajuda.