segunda-feira, 11 de março de 2013

Trens de passageiros mais próximos de voltar ao RS


A reativação do transporte ferroviário de passageiros no Rio Grande do Sul está próxima de se tornar realidade. Os estudos sobre as ligações por trens entre os municípios de Caxias do Sul e Bento Gonçalves e entre Pelotas e Rio Grande passarão por fases cruciais nos próximos meses.

O coordenador da Comissão Especial para o Plano de Revitalização das Ferrovias e Trem Regional da Serra Gaúcha e vice-prefeito de Caxias do Sul, Antonio Feldmann, informa que a audiência pública para a divulgação do estudo quanto ao empreendimento na Serra acontecerá em abril. Resta apenas definir o dia. Ele ressalta que será a primeira vez que será apresentado o trabalho de viabilidade técnica realizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e contratado pelo Ministério dos Transportes.

“Há uma grande expectativa da comunidade sobre o resultado do levantamento que deve apontar a viabilidade e sugerir o traçado, as condições do transporte, tipos de trem etc”, diz Feldmann. O vice-prefeito salienta que o transporte ferroviário de passageiros é uma bandeira histórica da região e acredita que a retomada na Serra possa sinalizar com uma linha até Porto Alegre.

O vice-prefeito prevê que haverá demanda tanto de turistas quanto de passageiros regulares, moradores da redondeza. Ele argumenta que a região tornou-se uma conurbação, com a aproximação da malha urbana de vários municípios. Feldmann detalha que o próximo passo depois da audiência será elaborar o projeto-executivo. Posteriormente, relata o vice- prefeito, a expectativa é de que o governo federal implante a malha férrea, com recursos do Bndes e do plano de revitalização das ferrovias, e ceda a operação à iniciativa privada. Inicialmente, a perspectiva é de que sejam viabilizados 65 quilômetros de ferrovias entre as duas cidades.

Já entre Pelotas e Rio Grande, deverão ser instalados 52 quilômetros de trilhos. De acordo com informação do Ministério dos Transportes, o estudo sobre esse trecho, que também está sendo elaborado pela UFSC, ficará pronto em julho. O deputado federal Fernando Marroni (PT) diz que recentemente conversou com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Oliveira Passos, e ele adiantou que, com os estudos concluídos, a intenção do governo é dar andamento à licitação da concessão.

Marroni afirma que não tem dúvidas quanto à viabilidade econômica, ambiental e técnica do projeto. Ele enfatiza que os alunos das universidades da região e o grande fluxo de trabalhadores, principalmente com o desenvolvimento do polo naval, garantirão demanda para essa rota. Ainda tratando sobre transportes, o parlamentar revela que o ministro informou que em breve deverá ser feito o estudo de viabilidade da travessia a seco de Rio Grande a São José do Norte.

Jornal do Comércio – 11/03/2013

Nenhum comentário: