sexta-feira, 8 de março de 2013

De um dirigente sindical para os ferroviários da CPTM


Como os ferroviários já sabem, a CPTM vem nos últimos anos perseguindo sistematicamente os dirigentes do Sindicato da Zona Sorocabana, e no começo do mês de fevereiro demitiu Éverson (Nenê), Evângelos Loucas (Grego) e a mim, Alessandro Viana.

Através de uma decisão liminar em 18/02, fui reintegrado à CPTM, e muito bem recebido por meus companheiros na Oficina de Presidente Altino.

Por meio de nova decisão judicial, porém, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo decidiu cancelar a liminar em 08/03, para futura apreciação do mérito.

O que tenho a dizer aos trabalhadores ferroviários é que, apesar das investidas, continuarei a fazer meu trabalho sindical juntamente com os demais companheiros do Sindicato, e sem medo de intimidação por parte da empresa.

Neste momento, e mais do que nunca, é importante a participação de todos nas assembleias, interagindo com o Sindicato e os demais ferroviários, pois esta tentativa de intimidação é, em primeiro plano, contra os ferroviários e, desta forma, devemos nos manter informados e unidos.

Estou certo de que a CPTM é uma excelente empresa, mas infelizmente gerida por pessoas que não sabem lidar com opiniões contrárias e não têm o diálogo com os trabalhadores e seus representantes como valor.  

Alessandro Viana

Nenhum comentário: