sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

SP: 13 grupos apresentam Manifestação de Interesse Privado para trens intercidades


Treze grupos apresentaram Manifestação de Interesse Privado (MIP) para o desenvolvimento de estudos e modelagem para a implantação de 431 km de linhas de trens intercidades no Estado de São Paulo.  As empresas interessadas no projeto foram BTG Pactual Gestora de Recursos Ltda / EDLP Estação da Luz Participações Ltda; Empresa Global de Projetos Ltda;  Construtora Andrade e Gutierrez S/A; Planos Engenharia S/S Ltda;  Socicam Administração, Projetos e Representações Ltda; CONSTRUCAP-CCPS Engenharia e Comércio S/A; CR Almeida S/A Engenharia de Obras; KPMG Structured Finance S/A; Mitsui & CO (Brasil) S/A; Construtora Ferreira Guedes S/A; Prointec S/A; Samsung C&T do Brasil Construtora Ltda; Contern Construções e Comércio Ltda.

O Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) do Estado de São Paulo publicou no final de janeiro o chamamento para os interessados apresentarem suas propostas para  o desenvolvimento do projeto da rede integrada de linhas ferroviárias de passageiros que o estado quer fazer passando pelas cidades de Santos, Mauá, São Caetano, Santo André, Jundiaí, Campinas, Americana, São José dos Campos, Taubaté e Sorocaba, e se conectará a uma estação central na cidade de São Paulo.  A Estação da Luz Participações (EDLP) e o BTG Pactual já tinham apresentado no final de novembro uma MIP para o Conselho Gestor das PPPs.

Segundo o edital, a MIP apresentada deve ter o projeto de engenharia; o estudo de demanda; a análise de viabilidade econômico e financeira; a análise dos aspectos operacionais; a análise dos aspectos jurídicos institucionais e o modelo de remuneração.

O aproveitamento dos estudos não obriga o poder público contratar o projeto apresentado. No caso de aproveitamento do material, a empresa responsável pelos levantamentos será remunerada. O prazo para a conclusão e apresentação dos estudos desenvolvidos é de seis meses

Revista Ferroviária – 15/02/2013

Comentário do SINFERP

Vamos tentar entender: 1) o governo do Estado de São Paulo pretende uma rede ferroviária de passageiros que passe por Santos, Mauá, São Caetano, Santo André, Jundiaí, Campinas, Americana, São José dos Campos, Taubaté, Sorocaba e São Paulo. Algumas servidas por malha ferroviária, e outras tantas que já foram servidas por trens de passageiros, no passado, e que esse mesmo governo desmantelou e entregou para a iniciativa privada explorar o transporte de carga. Certo! 2) os “interessados” vão desenvolver projetos, o poder público não é obrigado a contratá-los, mas, em caso de contratação, o “parceiro privado” que realizar a obra (e certamente a operação) será ressarcido pelo projeto? Para que temos governo? Para que esse mesmo governo tem em seus quadros os tais “especialistas”?

Vamos pagar para ter o que já tínhamos (aliás, tínhamos muito mais) da mesma forma que pagamos pelos “especialistas públicos”, apenas para que eles contratem especialistas “privados”, para nos servirem do que já éramos servidos, mas agora com nova conta. 

14 comentários:

Anônimo disse...

e sabe quem é um dos diretores da EDPL? sergio avelleda.

SINFERP disse...

É sim, mas pelo menos está na iniciativa privada. O duro é os que estão na iniciativa pública, e cuidam de interesses privados, né?

Paulo R. Filomeno disse...

Sérgio Avelleda já saiu da EDPL e agora trabalha na área de turismo, sem nenhum vínculo com ferrovias.

SINFERP disse...

Oba. Gratos pela atualização, Paulo. Abraço

Anônimo disse...

turismo é bom pra ele, agora ele pode viajar a vontade, depois de ter aprontado na CPTM e no metrô.

Anônimo disse...

sabe qual o resumo do comentario do SINFERP? estamos sendo feito de trouxas na cara dura, sendo roubados e não queremos enxergar o obvio. quando falo nós, me refiro ao povo paulista, pois tambem faço parte, apesar de nunca concordar com este governo e suas lambanças, principalmente na areas dos transportes metropolitanos. mas vai falar isso pro povão, xinga a mae mas nao fala mal do psdb. no final das contas temos o governo q merecemos.

Paulo R. Filomeno disse...

Anonimo, faço minhas as suas palavras, porém troco a palavra paulista por brasileiro, e consequentemente o nome do outro partido, que na área dos transportes, se assumir o governo do estado, também não vai fazer nada. Haja vista as políticas de transporte na cidade de São Paulo.

SINFERP disse...

Não temos nenhuma dúvida quanto a isso, Anônimo. Por conta de apontarmos esses desmandos, o governo nos desalojou de nossa sede social, perseguiu nossos diretores em locais de trabalho, e ainda demitiu três deles.

Anônimo disse...

Paulo R. Filomeno, o pontoem questao é os paulistas mesmo, pois me refiro ao goervno estadual. sou anti-psdb declarado, porem nao quer dizer q seja simpatizante do PT nem de nenhum partido.

porem o q vemos aqui em SP é o povo dito mais "informado" descendo a lenha e criticando sempre q puder, e muitas vezes se m criterio tudo q envolve o nome do PT, mas nunca quando envolve o nome do PSDB. como falei, nao defendo o PT, mas é notorio q nossa populaçao nao perde a chance de atacar o PT e se omite quando é o PSDB. eu leio os comentarios na internet, quando saiu a noticia de q o haddad estaria querendo colocar rede de energia subterranea, choveu comentario dizendo q era pra roubar. porem quando se trata das PPPs, dos trens regionais e de todo o desmando do governo estadual, o povo fica quietinho, alias, quando aparece noticia de falha da cptm ou metrô dizem q é sabotagem do pt, usando o mesmo discurso do alckmin.

conforme ja falei, nao defendo ou simpatizante do PT ou qualquer outro partido, e quando vejo algo de errado neles eu tbm criticio, porem é claro e notorio a rejeiçao q o tal povo "informado", os q se dizem "entendidos" fazem sobre o PT e a proteçao q tem ao PSDB. vale lembrar o caso da moça q xingou os nordestinos pq elegeram a dilma.

SINFERP disse...

Boa noite, Anônimo. Embora tenha escrito para o Paulo Roberto, nos permita registrar nossa opinião sobre o que escreveu. O SINFERP também é apartidário, mas disposto a tirar, pelo voto, o PSDB do governo de São Paulo em 2014. Esse governo desalojou o SINFERP de sua sede social, perseguiu e demitiu alguns de nossos dirigentes. Motivo? Não ficarmos cegos e nem mudos diante do que esse partido fez e faz com o transporte de pessoas sobre trilhos. Quanto ao PT, lamentamos não ver, nele ou dele, nenhum projeto para os trens de passageiros, e não estamos gostando da política rodoviarista que Haddad está mantendo na cidade de São Paulo. Vamos ver em 2014. Para nós, o melhor projeto para trens de passageiros, exceto, é claro do PSDB. Esse, nem pintado de ouro... Abraço

Paulo Roberto Filomeno disse...

Bem, anônimo, espero que você entenda que não se trata de preferência partidária, pois creio não ter deixado de fazer uma crítica ao governo estadual no artigo abaixo. Acho que fui muito claro. Mas como estamos aqui falando do futuro do transporte ferroviário para SP, não afino pra nenhum dos dois, pois nenhum tem um plano consistente e exequível. Basta ver a palhaçada do TAV por parte do governo federal e agora dos trens regionais por parte do estadual. Um faz batida de bumbo e o outro toca trombone. Só chamam a atenção, mas nada de concreto. Como eu dou a entender no artigo abaixo, um fez uma privatização porcamente defecada, o outro "chegou chegando" depois viu e não fez nada pra melhorar.

Anônimo disse...

eu entendi o comentariode vcs, tbm sou apartidario, ou melhor, anti -PSDB, tbm nao vejo seriedade pelna em outros partidos. o problema q eu vejo é q o povo infelizmente nao quer enxerga essa palhaçada porque se trata do PSDB, se fosse o PT já estariam reclamando. nao defendo A ou B, mas cirticas devem ser feitas com criterio e independente de partido, como o caso do TAV e do PAC ferroviario, q pra mim tbm foi outra grande palhaçada da dilma. o q eu quero dizer é q quando se trata de PSDB nosso povo é cego, sao parciais pro lado tucano, quando nao deveria haver parcialidade e sim questionamento dos gastos publicos. essa antipatia contra o PT e a simpatia a favor dos tucanos faz com q os paulistas nao enxerguem o buraco q este governo estadual está no levando há 20 anos. isso é catastrofico.

Anônimo disse...

a popisot, já viram que a PPP da linha 6 está caindo na mesma novela do TAV? ou seja, a iniciativa privada quer mais dinheiro. e o povo nao enxerga o roubo na cara dura q estao fazendo, porque o estado nao tem necessidade de fazer PPP, essa linha (assim como a L4) era pra ser da cia. do metropolitano. 80% daquela linha foi dinheiro estadual, fora a contraprestaçao publica q é paga todo mes pra via4. PPP só se faria necessaria se fosse gasto ZERO do poder publico.

SINFERP disse...

É sim, Anônimo. Nosso povo, infelizmente, não questiona. Apenas tona "partido", como se partidos fossem times de futebol. Bem, vamos fazendo a nossa parte, e ao menos tentando mostrar essa palhaçada toda.
Abraço