sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Governo Federal libera área do Expresso ABC à CPTM


O governo federal irá ceder áreas da União à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para implementação do Expresso ABC até 2015. "O prazo corre contra a gente. Temos dois anos para liberar. Esse é nosso compromisso com São Paulo", disse o diretor-presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo, indicado pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para tratar do assunto. Ambos participaram de evento na vila histórica de Paranapiacaba, ontem. 

A declaração pode frustrar os planos da companhia estatal, que previa iniciar a construção da linha, que ligará Mauá à Capital em cerca de 24 minutos - hoje o itinerário é feito em uma hora -, em 2014. O que emperra a realização do projeto é a existência de áreas da União dentro do trajeto previsto. Estes espaços são utilizados para transporte ferroviário de carga e devem ser liberados para o Estado transportar passageiros. 

A CPTM informou que, juntamente com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, mantém entendimento com a Secretaria do Patrimônio da União e a ANTT (Associação Nacional dos Transportes Terrestres) para equacionar as áreas da faixa de domínio ferroviário para implementação do Expresso ABC. 
Hoje, às 15h, o secretário estadual de Logística e Transportes de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, irá se reunir com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. O tema principal do encontro será o Ferroanel, mas também será discutida a liberação de trilhos federais utilizados no carregamento de carga para o transporte de passageiros. O general Jorge Fraxe, diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), também participará da reunião. 

"As questões do Ferroanel Norte e Sul, além do trem regional São Paulo-Santos, estamos discutindo juntos. O nosso trabalho está sendo feito estreitamente com o governo estadual", disse Figueiredo, que também estará presente no encontro.

De acordo com a CPTM, em novembro, foi apresentada uma MIP (Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada) ao governo estadual, por duas empresas, para construção de uma rede integrada de linhas de trens de 416 quilômetros. Esta proposta articula o Expresso ABC com o trem regional para Santos, que terá o projeto funcional concluído ainda neste semestre. No entanto, a estatal já garantiu que o Expresso ABC sai do papel mesmo se o MIP não avançar.

Diário do Grande ABC - 21/02/2013

2 comentários:

Paulo R. Filomeno disse...

Só podia mesmo ser uma reportagem do Diário do Grande ABC. O título do artigo vai contra o que o que está no texto. Qualquer dia desses vamos ver uma manchete do Santo André, Sâo Caetano ou São Bernardo campeão do mundo. Mas isso seria apenas um torneio no qual só participam os times das 3 cidades. Mas o jornal acha que o mundo é só ali. Pra quem repete "ad nauseam" que lá é primeiro mundo, não é de se estranhar.

SINFERP disse...

Ora, Paulo, trata-se da imprensa da República Federativa do ABC. Nós vamos apenas registrando. Evidente que notícia fornecida por ou para políticos da região.