segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Ferroviários da CPTM a serviço das empresas terceirizadas

O comunicado ao lado é claro: a CPTM deseja que seus funcionários que atuam na manutenção em trechos (ao longo da via), além do cumprimento de suas obrigações profissionais, observem resíduos de materiais (lixo), pessoas estranhas na faixa de domínio, e avisem o CCO (Centro de Controle Operacional).

Interessante, não fosse um detalhe: observar e atuar sobre pessoas estranhas na faixa de domínio da ferrovia é função das empresas terceirizadas de segurança, já apelidadas de empresas de "cochilança". 

Em boa medida, é um reconhecimento de que as empresas terceirizadas de segurança, pagas por valores significativos, não cumprem as funções para as quais foram contratadas, cabendo, agora, aos ferroviários de manutenção, o exercício de um papel que não lhes cabe. 

2 comentários:

Anônimo disse...

a portaria da passarela de altino q fica fechada durante o fim de semana, feriados e a noite é a prova real disso. nao confiam na segurança terceirzada, fecha a portaria, e o funcionario q de uma longa volta para entrar na empresa.

SINFERP disse...

Bem lembrado, Anônimo.